Palmas

Foto: Divulgação Cristian Zini explica que impacto de gratuidades serão avaliadas Cristian Zini explica que impacto de gratuidades serão avaliadas

O Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Palmas – Seturb encaminhou a proposta de aumento na tarifa do transporte coletivo. A entidade, que é presidida pelo empresário Antônio Silva Junior, conhecido como Toninho da Miracema, pede um aumento de R$ 2,50 para R$ 2,86 na tarifa, no entanto, o conselho de trânsito vai analisar detalhadamente a planilha apresentada por eles. Em entrevista ao Conexão Tocantins, Toninho da Miracema, foi sucinto e disse apenas que é a prefeitura que vai definir e dará a palavra final. A definição da nova tarifa sairá até abril. 

Esta semana, o Seturb, em conjunto com a Prefeitura de Palmas apresentou 40 novos ônibus com ar condicionado para renovação da frota, visando um melhor conforto para os usuários do transporte público uma vez que a capital sofre com altas temperaturas.

Conforme explicou ao Conexão Tocantins o Secretário de Acessibilidade, Mobilidade e Transporte, Cristian Zini Amorim a Prefeitura de Palmas vai fazer de tudo para evitar um aumento mesmo com as melhorias implantadas e anunciadas essa semana. “Fizeram o pedido e nós montamos a comissão para analisar. Estamos  fazendo a análise da planilha para verificar onde estão os custos e maiores problemas e analisar quais cortes podemos fazer para  evitar o aumento”, disse. O secretário contou que a prefeitura está montando a própria planilha já que o Seturb justificou o pedido de aumento com a elevação dos preços dos insumos.

Gratuidades

Zini garantiu que a Prefeitura vai tentar evitar ao máximo o aumento e busca outras alternativas uma delas é alterar o repasse do pagamento de algumas gratuidades como determina uma lei estadual. Atualmente policiais civis, militares e até oficiais de justiça, por exemplo, gozam do direito da gratuidade. A Prefeitura vai analisar o impacto dessas gratuidades e poderá pedir uma alteração no pagamento. “Um oficial de justiça por exemplo ganha mais de R$ 10 mil por mês. Precisamos avaliar o impacto da quantidade de gratuidade para não deixar o coletivo ser superior ao individual. Temos que repassar o custo para eles. No caso da PM por exemplo se o estudo revelar um impacto muito grande a conta da gratuidade será enviada para o batalhão”, informou.

Segundo informações ao Conexão Tocantins há ainda alguns casos em que categorias que tem direito à gratuidade repassam o benefício para outras pessoas utilizarem.

Investimentos

A área de transportes na capital já tem vários investimentos garantidos. O prefeito Carlos Amastha (PP) trouxe de Brasília a garantia de investimentos de R$ 466,1 milhões para financiar o Bus Rapid Transit (BRT) e R$ 412,5 destinados à Habitação.