Campo

Foto: Divulgação

Mais de 20 propriedades foram visitadas nesta sexta-feira, 21, pela equipe técnica da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural durante mais uma Patrulha da Produção. Com grande vocação para a produção de mandioca e hortaliças, a comunidade do Vão do Lajeado aprovou a iniciativa e pôde aprender mais sobre o manejo destas culturas. 

“A ideia de trazer um grupo de técnicos para a comunidade foi muito acertada. Assim mais pessoas podem ser atendidas e tirar suas dúvidas, não é um atendimento isolado”, afirmou o senhor José Pereira Gomes, presidente da Associação de Produtores Rurais do Vão do Lajeado. Ainda de acordo com Zé Pereira, como é conhecido, é preciso trabalhar em parceria com os órgãos de assistência técnica. “Nós precisamos que eles levem nossas dúvidas e tragam as soluções”, ressaltou. 

Durante as visitas os técnicos encontraram pragas como vaquinha, lagarta, purgão, mosca branca, mosca negra, nematóide, formigas e cupins. Além de doenças como pinta preta, antraquinose, oídeo e cercosporiose. “São doenças e pragas muito comuns e que precisam ser combatidas para não prejudicar toda a lavoura do produtor”, explica o técnico agrícola Bonfim dos Reis. 

O senhor Wilson Martins trabalha com a produção de mandioca, cana e hortaliças e aproveitou a visita da Patrulha da Produção para tirar dúvidas. “Eu estou com muitos problemas de pragas, principalmente nas hortaliças por isso consultei o técnico e vou aplicar aquilo que ele me ensinou para não perder minha produção”, afirmou Martins que fornece jiló, berinjela pepino, abobrinha verde e maxixe para alguns supermercados da capital.

Além de oferecer assistência técnica os membros da Patrulha também estão fazendo um levantamento da produção de itens da merenda escolar e outros programas institucionais como o Compra Direta Local do Governo Federal. “Através destas informações é possível saber quando teremos a colheita de cada produto e informar os produtores sobre o calendário das chamadas públicas para compra da merenda escolar”, frisou Eurijan Martins, diretor de Desenvolvimento Rural. (Secom Palmas)