Polí­tica

Foto: Divulgação

Em meio às discussões na Assembleia Legislativa do Tocantins bem como pressão dos servidores da Defensoria Pública que estão em greve durante sessão nesta terça-feira, 1º de abril o deputado do PMDB, José Augusto Pugliese foi à tribuna onde fez um discurso político defendendo mais uma vez a pré-candidatura do deputado federal do seu partido, Junior Coimbra para o Governo do Estado e a pré-candidatura do ex-governador Carlos Gaguim para o Senado. “Derrotar esse governo é mais fácil que faca quente na manteiga”, disse.

No telão do plenário, o deputado mostrou fotos da festa do aniversário de Júnior Coimbra no final de semana e disse que o evento reuniu milhares de pessoas. “Estamos concluindo os 139 municípios de carro, rodando pra ver a realidade do Estado para saber como andam as rodovias, debatendo com o povo cidade por cidade para que possamos fazer o melhor plano de governo da história do Tocantins.Não tenho duvida que estamos na preferência do povo”, disse.

Ele explicou sobre a disputa interna no PMDB e disse que o ex-governador Marcelo Miranda não será candidato porque, segundo ele, está inelegível e sendo assim Coimbra, como segundo colocado das pesquisas no partido, deverá ser indicado na cabeça de chapa. O deputado disse ainda que a senadora Katia Abreu também não deve disputar porque não passará pela convenção do partido. Apesar da fala de Pugliese, Marcelo Miranda e o próprio PMDB tem afirmado que o ex-governador poderá sim, ser candidato.

Governo

Ele ironizou o governador e apelidou o ex-secretário Eduardo Siqueira campos de “Sicarrasco”. “ O Siquerido e o Sicarrasco estão acabando com o Estado. Ele (Siqueira Campos)  não vai renunciar para o Eduardo ser candidato nem tampouco será candidato porque não tem coragem de enfrentar o povo. A posição do povo é Junior Coimbra governador do Estado. Quem agüentou até agora pode agüentar mais um pouco porque o PMDB  está voltando”, disse.

Pugliese desafiou o governo a apresentar qualquer candidato. “Qualquer candidato do governo vai morrer abraçado com ele basta lembrar da campanha passada.Vamos dar uma taca em qualquer um que entrar”, disse.

O deputado José Bonifácio ironizou o deputado Pugliese. “Uma festa de aniversário para beber de graça e se empanturrar  é fácil mas como campanha de jeito nenhum. Você acredita que o Junior (Coimbra) possa ganhar uma eleição no Tocantins? Só você mesmo pode acreditar porque o sentimento popular está muito longe disso”, alfinetou.

O peemedebista rebateu: “Pra aferir a vontade popular é só fazer uma pesquisa no Estado agora ele está com dor de cotovelo porque está num partido que ele é deputado e ele não dá palpite. O PR tem dono, o SD tem dono, o PMDB não tem dono não. O dono é compartilhado. Ele (José Bonifácio) se posiciona ora com governo, ora como oposição, é o samba do criolo doido pra lá e para cá”, rebateu Pugliese