Cultura

Foto: Divulgação

O poeta e jornalista Zacarias Martins será homenageado no próximo dia 24 de abril, pela Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins, com o título de Cidadão Tocantinense. A iniciativa da homenagem a Martins partiu da deputada estadual Josi Nunes (PMDB). Zacarias é natural de Belém do Pará, mas reside em Gurupi, no Sul do Tocantins, desde 1984.

Zacarias Martins tem publicado seis livros individuais: Transas do Coração (1978), O Poeta de Belém (1979), Poetar (1980), O Profeta da Felicidade (1984) Vox Versus (1986) e Pinga-Fogo (2004), todos no gênero poesia. Em 2008, publicou o seu primeiro livro de crônicas "Histórias da História de Gurupi", livro indicado por duas vezes para o vestibular do Centro Universitário Unirg. Participa com trabalhos em várias antologias literárias. 

Como jornalista, Zacarias Martins começou sua carreira no jornal O Bandeirante, de Brasília (1981). Foi editor de Perfil(a primeira revista informativa do Tocantins) e correspondente de vários jornais, entre os quais, O Progresso (Araguaína-TO),  Diário Tocantinense (Palmas-TO),O Jornal (Palmas), Cinco de Outubro (Goiânia-GO). Em Gurupi, cidade onde reside, foi repórter da Folha do Tocantins, Gazeta Esportiva do Tocantins e A Notícia. Também foi editor de conteúdo doPortal Gurupi On Line e é colunista do jornal Cocktail, tendo participado de sua fundação em 1990 e até hoje mantém a coluna semanal, denominada Pinga-Fogo. Também foi editor do jornal Gazeta Araguaia (de Formoso do Araguaia-TO) e assessor de comunicação da Prefeitura Municipal de Gurupi na gestão de três prefeitos. É membro fundador e foi o primeiro diretor-secretário da Associação dos Cronistas Esportivos do Estado do Tocantins. Trabalhou como assessor de comunicação do Hospital Regional de Gurupi. Foi assessor de comunicação na Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins (1991/1994). Atualmente, integra dos quadros de profissionais da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Gurupi. 

Formado em Jornalismo pelo Centro Universitário Unirg, Zacarias Martins integrou o primeiro colegiado do Conselho Estadual de Cultura do Tocantins (1989-1990). Em 1989 também participou da fundação da Academia Tocantinense de Letras, onde ocupa a Cadeira de nº 21. Na Associação de Artes de Gurupi, exerceu vários cargos na diretoria. Também integrou o primeiro colegiado do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Gurupi, sendo eleito seu primeiro presidente (1999-2000). Ajudou a fundar a Academia Gurupiense de Letras, da qual é Secretário-Executivo e ocupa a cadeira de nº 12. Em 2013, foi eleito novamente conselheiro do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Gurupi. 

Em 2011 produziu e dirigiu o documentário "Palmares - O Cantador de Cordel", que aborda a trajetória de um poeta nordestino no Tocantins.