Polí­tica

Foto: Divulgação

A eleição indireta que acontecerá neste domingo, 4, na Assembleia Legislativa deverá ter nove candidatos que registraram chapa até esta quinta-feira 1º de maio. A mesa diretora da Casa de leis, comandada pelo presidente Osíres Damaso, vai agora analisar os pedidos de impugnação protocolados.

O candidato do PMDB, José Augusto Pugliese pediu a impugnação da candidatura de Eli Borge s(Pros) e do candidato do governo, Sandoval Cardoso (SD) alegando que ambos tem menos de um ano de filiação. Os candidatos Eli Borges, Marcelo Lelis, Nuir Junior e Paulo Mourão também entraram com pedidos de impugnação contra Sandoval.

Nuir Junior inclusive protocolou também um pedido de impugnação à indicação de Tom Lyra como vice na chapa de Sandoval.

De acordo com a resolução aprovada pelos aprovados e que rege as regras da eleição não é necessário exigência de tempo de filiação e com isso a mesa diretora deve rejeitar os pedidos. Fazem parte da mesa diretora o presidente, o vice, Eduardo do Dertins, José Geraldo, primeiro-secretário, Toinho Andrade, segundo secretário, Iderval Silva, terceiro secretário e a oposicionista Josi Nunes. A própria Procuradoria Regional Eleitoral já se manifestou contra a derrubada da exigência do tempo de filiação.

Vão disputar  a indireta os seguintes candidatos: Nuir Júnior (PMN), Professor Adail (PSDC), Paulo Mourão (PT), Sandoval Cardoso (SD), Fábio Ribeiro (Psol), Marcelo Lelis (PV), Eli Borges (Pros), José Augusto Pugliese (PMDB) e Izabella Suarte (PPL).

Sandoval conta com o apoio declarado da maioria dos deputados estaduais e já tem pelo menos 14 votos sendo: Toinho Andrade, Amélio Cayres, Stalin Bucar, Wanderlei Barbosa, Solange Duailibe, Luana Ribeiro, Vilmar do Detran, Eduardo do Dertins, José Bonifácio, Carlão da Saneatins, Raimundo Palito, Iderval Silva e Osíres Damaso, Jorge Frederico e o próprio Sandoval.

Eleição

De acordo com a resolução da Mesa Diretora, a eleição ocorrerá mediante voto direto e aberto dos deputados, com maioria absoluta de votos, em primeiro escrutínio, e maioria simples, em segundo escrutínio, presente a maioria absoluta dos parlamentares. Em caso de empate, será eleito o candidato mais idoso. Em seguida, será realizada uma sessão especial para dar posse ao novo governador do Estado e a seu vice.