Palmas

Foto: Valério Zelaya

Com o objetivo de apresentar o programa de investimentos do sistema de esgotamento sanitário na região sul da Capital e ainda esclarecer dúvidas dos moradores, uma reunião foi realizada na noite do último sábado, 10, na Associação dos Moradores do Setor Maria Rosa. O evento foi realizado pela Prefeitura de Palmas e a Foz|Saneatins com o apoio das associações de moradores dos setores beneficiados.

Os investimentos irão beneficiar mais de 100 mil pessoas com coleta e tratamento de esgoto da área mais carente e que apresenta a maior expansão populacional da cidade.

Na Região Sul serão implantadas três Estações de Tratamento de Esgoto – Santa Bárbara, Santa Fé e Taquari, todas com  conclusão das obras prevista para 2014. Juntas, elas terão capacidade de tratar 60 litros de esgoto por segundo. Paralelo à implantação das estações de tratamento, estão sendo executados 290 mil metros de redes coletoras que atenderão os bairros Taquari, Bela Vista, Sol Nascente, Setor Sul, Santa Fé, Vale do Sol, Setor Canaã, Morada do Sol, Maria Rosa, Aureny IV, Irmã Dulce, Vila Piauí e Taquaralto, onde se encontra uma das maiores concentrações de comércios de Palmas. Os sistemas de coleta e tratamento também atenderão as quase cinco mil unidades residenciais do Programa Minha Casa Minha Vida, já em implantação ou em fase aprovação.

Para o prefeito Carlos Amastha, essa é uma importante conquista do Executivo Municipal que, através do Conselho Gestor de Saneamento, antecipou o cronograma de obras para atender inicialmente a Região Sul. “Dessa forma beneficiamos de imediato um grande número de pessoas e colocamos quem mais precisa na frente, sem prejuízo às outras áreas da Capital”, explica o prefeito Amastha.

Segundo o Diretor-Presidente da FozISaneatins, Mário Amaro, o Sul de Palmas apresenta um lençol freático alto, o que ocasiona o extravasamento das fossas durante o período chuvoso, problema que será resolvido com a chegada das novas redes. “Saneamento é saúde. A população atendida terá de imediato uma condição de vida com mais qualidade, com reflexo, sobretudo, na saúde das crianças, maiores impactadas pelas doenças de veiculação hídrica”, afirma.

As ações fazem parte do Programa Palmas Cidade Azul, da Prefeitura de Palmas, e do programa de investimentos da Foz|Saneatins que injetará na capital R$ 240 milhões, financiados pelo Programa Saneamento para Todos, do Governo Federal e operado pela Caixa, para expansão e modernização dos serviços de distribuição de água tratada e coleta e tratamento de esgoto.  

O evento contou com representantes de várias associações, moradores e secretários municipais. Na ocasião, a primeira dama Glô Amastha sorteou brindes para as mães presentes. (Secom Palmas)