Polí­tica

Foto: Koró Rocha

O deputado do PMDB, José Augusto Pugliese usou a tribuna para criticar e comparar o atual governo com o anterior. “Estou estranhando que a prática de demitir um volume de comissionados sirva somente para burlar a Lei de Responsabilidade Fiscal”, disse. Segundo ele atualmente já passou de 60% os gastos com pessoal. “A mesma maquiagem de ontem está sendo feita hoje”, completou.

Ele ainda comparou a atual gestão com a do ex-governador Siqueira Campos. “Cheguei a imaginar que qualquer um que entrasse daria uma dinâmica diferente e iria aproveitar para fazer uma apresentação clara e mais eficaz dos usos dos recursos públicos”, disse.

Na avaliação do governo Pugliese o governo é o mesmo. “Me parece que o governador é novo mas o governo é velho. Me parece e aqui quero corroborar que é um governo de continuidade, muda-se um apela mas não muda a forma de governar”, disse. O parlamentar criticou a situação da malha viária do Estado e cobrou a prestação de contas do terceiro quadrimestre. “O novo é só na idade, o governo é velho”, disse.

A deputada Luana Ribeiro (PR) saiu na defesa do governador Sandoval. “ O governador tomou posse dia 4 ele não teve nem trinta dias para organizar o Estado para colocar as coisas como elas devem ser”, defendeu.

O deputado líder do Governo chamou o discurso de Pugliese de desespero. “Está tudo planejado e em execução com mais gás porque agora está acontecendo a liberação dos recursos com financiamento”, disse.

O deputado José Bonifácio (PR) criticou a situação da malha viária do Estado. “Ele (Sandoval Cardoso) tem que acelerar mais que o Gaguim”, alfinetou. Para o parlamentar as obras precisam ser aceleradas. “Ordem de serviço já está desmoralizada. Esse governo não tem tempo de ter folga, tem que trabalhar 48 horas por dia para mostrar a que veio”, frisou.