Polí­tica

Foto: Divulgação

Após apresentar um balanço das ações desenvolvidas pelo Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Tocantins (Faet) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Tocantins (Senar), a senadora Kátia Abreu transfere o comando do Sistema Faet/Senar ao 2º Vice Presidente da Instituição, Edmar Corrêa de Oliveira, atual presidente do Sindicato Rural de Pedro Afonso. A solenidade aconteceu no auditório da Faet na noite desta última quinta-feira, 5, e contou com a presença de autoridades políticas, associações ligadas ao agronegócio e ao empreendedorismo e de vários presidentes de Sindicato Rurais do Tocantins.

Ao afirmar que deixa a Faet e o Senar em boas mãos, Kátia Abreu falou sobre a confiança que ela, bem como todos os presidentes dos Sindicatos Rurais do Tocantins, em Edmar Corrêa Oliveira. “Um homem sério, um empresário e produtor rural competente e um líder classista respeitado por suas atitudes”, resumiu a senadora, que deixa o cargo, temporariamente, obedecendo aos prazos de desincompatibilização exigidos pela Lei Eleitoral.

Kátia Abreu falou dos avanços do setor agropecuário no Brasil e destacou que a vocação do Estado do Tocantins para o agronegócio tem sido trabalhada pela Faet e pelo Senar de forma séria e responsável, fazendo cumprir sua missão de promover o seu fortalecimento, bem como qualificar e assistir o homem do campo em sua atividade agropecuária de forma sustentável.

“Um País, um Estado ou um município necessita reconhecer sua vocação para ter sucesso e se desenvolver, e a atividade agropecuária é a principal vocação econômica do Brasil e do Tocantins. Os alimentos que produzimos hoje abastecem a mesa das nossas famílias brasileiras e de outros países. Conquistamos o sucesso através da busca do conhecimento, inovação, pesquisa e tecnologia”, resumiu a senadora, destacando o apoio da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), entidade que também presidia até a última terça-feira, dia 3, do Governo Federal e de grandes parceiros, a exemplo do Sebrae.

Já empossado, após o 1º vice presidente, Paulo Carneiro, presidente do Sindicato Rural de Almas, também se afastar para também disputar as eleições, Edmar Corrêa Oliveira disse que este é um momento muito especial em sua vida, como cidadão tocantinense e produtor rural, pois está tendo a honra de presidir uma entidade que representa uma categoria responsável por 17% do PIB estadual.

“O agronegócio no Brasil, e em especial no Tocantins, nos dá muito orgulho. E sei que grande parte destas conquistas se dão por conta do trabalho incansável desta guerreira chamada Kátia Abreu. É uma responsabilidade muito grande substituir a senhora, senadora Kátia Abreu, pois sou sabedor de seus conhecimentos e de sua força de vontade em consolidar a nossa principal vocação econômica, que é o agronegócio. Quero agradecer sua confiança, e garantir que farei mais do que o possível para dar continuidade a todas as ações desenvolvidas durante sua gestão”, disse o novo presidente.

Perfil

Edmar Corrêa Oliveira é natural de Patos de Minas (MG) e ocupava o cargo de 2º vice-presidente do Sistema Faet/Senar. Atualmente é presidente do Sindicato Rural de Pedro Afonso. É casado Cássia Lemos Paula de Oliveira e tem três filhos, Fernanda, Matheus e Gabriela. Está no Tocantins desde o ano de 1996, tendo sido associado e fundador da Associação dos Produtores Rurais de Pedro Afonso; sócio fundador da Cooperativa Agroindustrial do Tocantins (Coapa) e também presidiu o Fundo Privado de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins (Fundeagro).

Por: Redação

Tags: Edmar Corrêa Oliveira, Kátia Abreu, Senar, faet