Polí­tica

Foto: Divulgação Leomar Quintanilha é o presidente regional do PMDB Leomar Quintanilha é o presidente regional do PMDB

O PMDB já tem duas certezas, segundo informou o presidente regional o ex-senador Leomar Quintanilha em entrevista ao Conexão Tocantins nesta terça-feira, 10: uma delas é que o ex-governador Marcelo Miranda será referendado na convenção do partido como candidato ao Governo e outra é que a senadora Katia Abreu é o nome para o Senado. “Já temos esse consenso”, disse.

O partido está dialogando com o PT e com o PV, do deputado estadual Marcelo Lelis que também é pré-candidato ao Governo, mas só tem a vaga de vice e a suplência ao Senado para oferecer. “Temos até o dia 30 para fazer os acordos e entendimentos e estamos aguardando a possibilidade”, frisou. Ele ressaltou a proximidade entre PT e PMDB. “ Temos um relacionamento bom com os dirigentes, já tivemos uma composição na eleição passada e não há nenhuma dificuldade para isso”, frisou.

Questionado se a dúvida que ainda paira sobre as condições de elegibilidade de Miranda não poder por em risco a futura candidatura ele admitiu que sim. “Essa questão do Marcelo dificulta um pouco mas tenho certeza que depois que passar a convenção a dúvida vai cessar. Se ele não puder ser candidato a justiça eleitoral vai se manifestar”, disse. Marcelo tem dito constantemente que não tem nenhum impedimento para disputar e chegou a apresentar certidões que comprovariam isso.

Quintanilha comentou ainda sobre a adesão de vários partidos ao Governo como o PP e PDT e ironizou: “ Com certeza não foi o desempenho do governo que atraiu esses partidos e sim os instrumentos de que o governo dispõe para atraí-los”, comentou.

Articulações

O PMDB tem até o momento apenas o PSD, comandado por Irajá Abreu, como aliado confirmado para uma composição. O presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab veio ao Tocantins no mês passado e confirmou que o partido está liberado para compor com o PMDB e apoiar a candidatura ao partido.

Já o PT, além do interesse do PMDB para uma aliança, está sendo disputado pelo Pros, do senador e pré-candidato Ataídes Oliveira, e o presidente Julio Cesar Brasil já admitiu a possibilidade de uma composição.