Palmas

Foto: Valério Zelaya

A Prefeitura de Palmas, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seisp), concluiu a aplicação de lama asfáltica na quadra 906 Sul, iniciada no mês passado.O serviço faz parte de um trabalho que vem sendo realizado em diversas quadras de Palmas para o revitalização da pavimentação desgastada pelo tempo e principalmente pelas águas da chuva. 

De acordo com a Secretaria Executiva da Seisp, Silvânia Fernandes Barboza, no início do período de chuva, já houve um aumento de cinquenta por cento nas equipes que realizam a operação tapa-buracos para amenizar os estragos causados pelas águas pluviais.

"Percebemos que o número de equipes não estaria suprindo a demanda, considerando que este ano as chuvas foram bem mais intensas, o que comprometeu ainda mais o asfalto causando o desgaste acelerado, e consequentemente os buracos", explica Silvânia.

Forma diferente

O serviço de revitalização da pavimentação desgastada pelo tempo e principalmente pelas águas da chuva, realizado nas quadras, não consiste apenas em tapar os buracos e sim na recuperação do asfalto.

A superintendente de Obras, Valéria Hollunder, explica que, nesse serviço, a lama é colocada de forma diferente e cobre todo o pavimento, não apenas áreas desgastadas específicas. “A operação tapa-buracos funciona como uma medida paliativa, já o rejuvenescimento tem a função preventiva", enfatiza.

Mais ações

Ainda segundo Valéria, essa medida é apenas uma das ações para minimizar transtornos causados no período de chuva. “Concluímos no mês passado importantes obras de drenagem nas avenidas NS-08 (próximo ao colégio Militar e à quadra 208 Sul), NS-04, (trecho próximo à garagem do Município), e em frente à Unidade de Saúde Loiane Morena Vieira, trechos que com grande incidência de acúmulo de água, principalmente durante o período de chuva. Esses locais não terão mais comprometimento da pavimentação asfáltica e consequentemente riscos constantes tanto a motoristas quanto a pedestres”, ressalta.

“Além disso, importantes obras de drenagem e pavimentação vêm sendo realizadas na cidade, como o caso da Lo-15, que já está quase concluída e LO-19 que vem sendo realizada em um excelente ritmo de trabalho", completa Valéria.

Problemas

No entanto, as águas da chuva não são o único problema em se tratando de manutenção do pavimento asfáltico. “Um dos grandes problemas, comum em todas as cidades, é o lançamento pelos próprios moradores de água servida, proveniente de piscinas ou mesmo da lavagem de calçadas e varandas, que contém produtos químicos, como cloro ou sabão, que comprometem a qualidade e durabilidade do pavimento e deveriam ser descartadas em locais apropriados, como redes de esgoto ou fossas”, esclarece Valéria.

“Esse cuidado dos moradores poderia evitar o desgaste e garantir um pavimento para os próprios usuários”, completa a superintendente de Obras. Os próximos locais a receber o benefício pelas equipes da Seisp serão as quadras 806 e 210 Sul e 208 Norte. (Secom Palmas)