Cultura

Foto: Divulgação

A oficina de artesanato promovida pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Tocantins (SENAR), entidade coordenada pelo presidente do Sistema Faet/Senar, Edmar Corrêa Oliveira no último sábado, 14, contou com a participação de 24 pessoas e teve duração de 8 horas. A capacitação aconteceu durante a Semana Tecnológica, realizada de 9 a 14 de junho, na Exposição Agropecuária de Araguaína, que teve a parceria do Senar e disponibilizou aos produtores rurais participantes oficinas, palestras e minicursos.

O projeto de artesanato apresentado na oficina contempla o reaproveitamento da matéria-prima encontrada no lixo. Segundo a instrutora, Maria da Penha de Faria, o custo para produzir deve ser menor para dar mais lucro, mas com um produto sofisticado e de bom gosto. “Essa técnica chama pegada de carbono, e estamos usando palhas de milho, palitos de espetinho e outros materiais recolhidos do lixo e modificados para serem usados”, complementou a instrutora.

Maria da Cruz de Oliveira participou do curso. Ela disse que incrementa a renda com a confecção de artesanato. “É diferenciado esse estilo de produção de peças. Eu já faço bordado, mas agora estou aprendendo a aproveitar coisas que a gente nunca imagina que pode compor uma peça tão bonita como as que estamos fazendo”, disse a nova artesã.

Além da oficina de artesanato realizada durante a Semana Tecnológica, o Senar promoveu conhecimentos em temáticas, como o Manejo de Ovinos; Custo e Implantação de Oficina de Piscicultura; Potencial e Espécies Frutíferas da Região Norte do Tocantins; Implantação de Hortas Domésticas; Produção e Manejo de Codornas e Minhocultura para produção de húmus e isca viva e Curso de Inclusão Digital, somando atendimento de mais de mil pessoas.