Polí­cia

Foto: Ascom SSP

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Tocantinópolis, no extremo norte do Estado esclareceu em pouco mais de uma semana, o assalto ocorrido em uma panificadora localizada no centro daquele município e cumpriu os mandados de internação de dois adolescentes de 16 e 17 anos apontados como principais suspeitos pelo crime.

De acordo com a Polícia Civil, na noite do dia 03 de junho, dois indivíduos chegaram de moto no referido estabelecimento e, sem tirarem os capacetes, de posse de um revólver calibre 38, anunciaram o assalto, rendendo duas funcionárias e os donos da panificadora. Os dois indivíduos são acusados de subtraírem o dinheiro do caixa, três celulares, uma corrente e uma pulseira de ouro e fugirem em seguida, tomando rumo ignorado.

De acordo com as investigações coordenadas pelos Delegados Rommel Rubens Costa Rabelo e Tiago Daniel de Moraes, o assalto foi cometido por dois adolescentes de 16 e 17 anos, que contaram com o auxilio do maior, Marcondes P. da C. C., o qual teria emprestado a motocicleta para que o delito pudesse ser praticado, sendo indiciado como partícipe no crime.

Na residência de um dos menores de idade, os Policiais encontraram escondidos em um dos quartos, a pulseira, a corrente e um dos celulares subtraídos, os quais já foram restituídos às vítimas. Ao ser ouvido pela autoridade policial sobre os motivos que o levaram a praticar o crime, um dos adolescentes respondeu que ele e o comparsa decidiram fazer o assalto porque queria ir a uma festa no fim de semana, mas estavam sem dinheiro.

Tendo em vista a gravidade do crime, foi judicialmente determinada a internação provisória dos referidos adolescentes os quais foram apreendidos pela Polícia Civil de Tocantinópolis no dia 12 de junho e vão aguardar internados até o término do procedimento investigatório. (Ascom SSP)