Polí­tica

A Comissão de Ética do PMDB Nacional decidiu nesta sexta, 27, pela suspensão do registro de filiação do deputado federal Junior Coimbra e do deputado estadual José Augusto Pugliesi. A informação é da Comissão Interventora do PMDB.

A Comissão Interventora informou ainda, que, o juiz da 5ª Vara Civel da Comarca de Palmas (TO), Lauro Moreira Maia, declinou nesta sexta-feira da competência de apreciação das ações protocoladas pelo deputado contra a intervenção da Comissão Executiva Nacional do PMDB na Comissão Executiva Estadual do partido no Tocantins.

Segundo a Comissão Interventora o juiz reconheceu Brasília (DF), sede nacional do PMDB como fórum adequado para as ações.

Os deputados não foram encontrados para comentar o assunto, mas o espaço permanece aberto para que possam se pronunciar. Confira abaixo a nota da Comissão Interventora.

NOTA DA COMISSÃO INTERVENTORA DO PMDB A POPULAÇÃO DO TOCANTINS

1        A Comissão Interventora do PMDB no Tocantins informa à população do Estado que o Juiz da 5ª Vara Civel da Comarca de Palmas-Tocantins, no estrito cumprimento da legislação pertinente declinou nesta sexta, 27 de Junho de 2014, da competência de apreciação das ações protocoladas contra a intervenção da Comissão Executiva Nacional do PMDB na Comissão Executiva Estadual do partido no Tocantins, reconhecendo Brasília (DF), sede nacional do PMDB como fórum adequado para sua propositura.

2        Comunica ainda a Comissão Interventora do PMDB no Tocantins que a Comissão de Ética do PMDB Nacional decidiu nesta sexta, 27 de junho de 2014, pela suspensão do registro de filiação do deputado federal Junior Coimbra e do deputado estadual José Augusto Pugliesi, conforme dispõe o artigo 44 do Código de Ética do PMDB.

Brasília, 27 de Junho de 2014

Senador Waldemir Moka
Presidente
Comissão Interventora do PMDB no Tocantins