Polí­tica

Foto: Divulgação

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) no Tocantins reforçou na noite desta quarta-feira, 2, a adesão à candidatura do senador Ataídes Oliveira (PROS) ao governo do Estado. O partido deliberou pela adesão na última segunda-feira, dia 30 de junho, após a sua convenção. Segundo a direção da sigla, o anúncio só foi feito hoje como uma estratégia política.

Com a aliança, a Coligação “Reage Tocantins” agora conta com seis partidos: PROS, PTN, PMN, PPL, PSDC e PCdoB.

O presidente regional do PCdoB, Luciano Arruda, foi claro em sua justificativa para aderir à Coligação. “Não vou com Kátia [senadora Kátia Abreu], nem vou com Marcelo [ex-governador Marcelo Miranda]. Gosto de caminhar do lado estreito, onde caminha a verdadeira oposição”, afirmou.

Luciano disse não ter dúvidas na eleição do senador Ataídes Oliveira ao governo do Estado. “Precisamos de líderes que tenham determinação e coragem. Hoje temos um nome que representa o novo. O PCdoB abraça, com muita felicidade, essa campanha. Estamos juntos até a vitória”, garantiu.

O senador e candidato a governador Ataídes Oliveira comemorou a ampliação da coligação. “Hoje é um dia de muita alegria, quando reforçamos a aliança com o PCdoB, construída ao longo deste ano”, disse.

De acordo com o senador, a sua missão como candidato ao governo do Estado é fazer uma ruptura no quadro político do Tocantins. “Estamos com essa missão de servir e não ser servido. Por isso estamos prontos para trabalhar pelo povo do Tocantins”, afirmou.

Por: Redação

Tags: Eleição 2014, Luciano Arruda, PCdoB