Polí­tica

Foto: Divulgação

Na seara governista os candidatos do chamado Chapão, que tem os atuais deputados eleitos competindo com vários nomes também de expressão que não tem mandato, se dividem com relação á margem de votos necessária para garantirem uma vaga. O chapão estima eleger no mínimo 14 deputados estaduais no entanto a disputa está acirrada já que também há novos nomes com potencial de votos.

Na contagem governista a coligação puro sangue formada pelo PSB deve eleger no mínimo um deputado e a formada pelos partidos emergentes tem chances de eleger pelo menos dois.

Ao Conexão Tocantins vários candidatos do grupo se dividiram quando questionaram sobre a votação mínima de um candidato para conseguir brigar por uma vaga. O ex-prefeito de Araguaína, Valuar Barros do Democratas, por exemplo, diz acreditar que para se garantir no chapão é necessário pelo menos 20 mil votos.

Já o deputado do Solidariedade  e líder do partido na Assembleia Legislativa, Stalin Bucar afirmou ao Conexão Tocantins que em torno de 14 mil votos o candidato consegue brigar por uma vaga. “Em torno de 14 mil dá para garantir a eleição”, frisou. Alguns candidatos já fazem as contas enquanto isso outros acreditam que vai ser uma disputa muito acirrada e por isso até mesmo os eleitos não consigam votação expressiva.

Muitos candidatos, como o ex-prefeito de Santa Fé do Araguaia, Valtenis Lino, por exemplo, tiveram que abrir mão de disputar em razão da votação expressiva que teriam que alcançar com o ingresso dos partidos no chapão.

Movimento

Alguns candidatos de mandato e que estão disputando no Chapão já se articulam para fazer uma campanha contra a reeleição de deputados estaduais. Um grupo já está sendo formado para levantar essa bandeira e assim aumentar as chances dos novatos conseguirem vagas.

Um dos candidatos que vai encabeçar o movimento, Nogueira Junior, candidato a deputado estadual pelo PTB afirmou ao Conexão Tocantins que vai reunir alguns candidatos. “Contra o chapão, só existe a união. Unir os candidatos é preciso para mostrar que só o povo tem o poder de mudar”, frisou. Segundo ele o nome do movimento será Renovação Já.