Campo

Foto: Imagem ilustrativa/Da web

Acontecerá de 5 a 7 de agosto em Paraíso do Tocantins na sede do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), mais um módulo de capacitação continuada promovida pela Embrapa Pesca e Aquicultura. Com o tema central “solo e a importância de conservá-lo”, a expectativa é de que participem, ao menos, 50 técnicos de todo o Estado.

A capacitação faz parte do projeto "Transferência de tecnologia para a consolidação de uma agricultura com baixa emissão de carbono em Tocantins", ou projeto ABC-TO. Até o momento, já houve quatro módulos temáticos e estão previstos mais dois. Um dos módulos será entre o final de outubro e o início de novembro deste ano e o outro até abril de 2015, quando terminam as atividades do projeto.

De acordo com Deivison Santos, da área de transferência de tecnologia da Embrapa Pesca e Aquicultura e coordenador do projeto, "procuramos fazer módulos atendendo às demandas dos próprios técnicos. Ao final de cada módulo, realizamos uma enquete pedindo sugestões de temas para o módulo seguinte. Ademais, a escolha dos temas das capacitações também é feita pela equipe do projeto, para sanar alguma deficiência técnica identificada durante as visitas de acompanhamento à instalação de Unidades de Referência Tecnológica (URTs), que acontecem entre os módulos".

Os temas dos módulos são complementares. Nos módulos passados, foram abordados assuntos como Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF), formação e manejo de pastagens, produção de forragens conservadas e recuperação de pastagens degradadas.

Deivison explica que a única exigência feita pela Embrapa é que os participantes da capacitação escolham uma propriedade atendida por eles e, nela, apliquem os conhecimentos discutidos. São quatro etapas básicas para isso: a escolha da propriedade; o diagnóstico, o planejamento; e a execução do planejamento. "Durante esse processo, o técnico recebe o suporte técnico da Embrapa, seja presencial durante as visitas, que ocorrem a cada três meses, ou então via internet ou outro meio de comunicação", completa. (Ascom Embrapa)