Cultura

Foto: Imagem ilustrativa/Da web

Parte da programação da 4ª Mostra Sesc de Música, as oficinas de Editoração Musical, Técnica e Interpretação Violonística e de Técnica Vocal estão com as inscrições abertas. Com vagas limitadas, as aulas são gratuitas e acontecem entre os dias 11 e 14 de agosto. 

Para participar das oficinas os interessados devem atender alguns pré-requisitos. A oficina de Editoração Musical é destinada aqueles que já possuem domínio da leitura e escrita musical. Já para participar das aulas práticas de técnica e Interpretação Violonística é preciso ter iniciação em violão clássico e/ou violão popular.

A oficina de Editoração Musical será ministrada pelo mestre em música, Thiago Sias, do Rio de Janeiro e visa aprimorar recursos de editoração para aqueles que desejam dominar e aprimorar a escrita ou transcrição de partituras para o meio digital, gerando suas partituras por meio de um computador numa forma padronizada. 

As aulas de Interpretação Violonística vão abordar temas que envolvem a técnica e interpretação para violão, tais como: escalas, arpejos, ligados, rasgueados, tremolo, ornamentos, exercícios que envolvem o estudo diário do aluno, exercícios para ambas as mãos, repertório básico, análise da interpretação e orquestração: fraseado, rubato, timbre, dinâmicas, entendimento da forma, estilo e período, relativos às peças apresentadas.

De acordo com a promotora de música do Sesc, Veridiana Barreto, as oficinas fazem parte da programação da 4ª Mostra Sesc de Música porque o Sesc acredita que toda ação é educativa. “O projeto não visualiza apenas apresentações artísticas, como também ações voltadas ao aspecto formativo dos músicos, estudantes de música e comunidade em geral”, conclui. 

Para se inscrever, o interessado deve procurar, pessoalmente, até o dia 11 de agosto, o Núcleo de Música do Sesc, localizado no Centro de Atividades (502 Norte) e passar por uma triagem. A oficina de Técnica Vocal já está com todas as vagas preenchidas. (Ascom Sesc)

Por: Redação

Tags: Agenda Cultural, Sesc, Veridiana Barreto