Polí­cia

Foto: Acom PRF

Em Ação integrada do Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), com apoio da Polícia Rodoviária Federal, na sudeste do Estado, foram resgatados na manhã desta sexta-feira, 8, cinco trabalhadores em uma carvoaria numa fazenda no município de Jaú do Tocantins que trabalhavam em condições degradantes de trabalho, análoga a escravidão. 

Auditores do Ministério do trabalho constataram que todos os trabalhadores estavam sem registros na carteira de trabalho. No total foram dezessete trabalhadores resgatados nestes quatro dias de ação que teve início na segunda-feira, 04/08.

A força tarefa que deslocou esta madrugada para a fazenda, ao chegarem à carvoaria, por volta das 9h, constatou ainda que nenhum dos trabalhadores haviam tomado o café da manhã até aquele momento.

Os responsáveis pelas carvoarias, em um total de três que são dois irmãos, R. M. F 50 anos, e o seu irmão J. L. F., 48 anos foram presos nesta manhã, sendo conduzidos à Polícia Federal em Gurupi/TO.