Polí­tica

Foto: Divulgação

O candidato a deputado federal Freitas do PT participou de reunião nesta última terça-feira, 19, entre lideranças na casa do professor George Brito, presidente do diretório municipal do PT em Palmas. Na ocasião, reafirmou suas intenções quanto deputado federal e disse que olhando para o governo de Lula e Dilma, acredita ser possível mudar para melhor a realidade do povo tocantinense.

“Quando eu olho para o governo do PT a nível federal, posso me convencer de que é possível fazer diferente. É possível diminuir as desigualdades”, diz Freitas. O candidato a deputado federal juntamente com o Partido dos Trabalhadores pretende mudar o sistema de gestão no Tocantins, através da criação de uma secretaria de desenvolvimento regional, além da implantação de novos hospitais de alta e média complexidade que vão distribuir a demanda na área da saúde e acabar com a superlotação.

O ex-presidente do PT no Estado e então suplente da senadora Kátia Abreu (PMDB), Donizete Nogueira, que também esteve presente na reunião, assegurou que essas medidas irão melhorar o sistema de saúde no Tocantins. “Pretendemos criar uma secretaria de desenvolvimento regional, construindo uma unidade de pronto atendimento para cada cinco pequenos municípios. Nessa proporção, vamos desafogar os hospitais de média e alta complexidade”, explica.

O professor George Brito justifica a necessidade de apoiar Freitas do PT para representar o Tocantins em Brasília dizendo que “ele é um homem que representa muito bem a classe trabalhadora, por toda a sua história de luta e fidelidade ao Partido dos Trabalhadores”, conclui.

Bismarque do Movimento (PT), candidato a deputado estadual, finalizou a reunião garantindo aos trabalhadores e desassistidos que vai lutar pelos seus direitos, que a sua gestão será marcada pela luta dos movimentos populares. “Eu vou mudar o nome do meu gabinete, vai se chamar gabinete dos movimentos populares e sociais do Estado do Tocantins. Vai ser o gabinete dos sem-teto, dos sem-terra”, diz Bismarque.