Palmas

Foto: Antônio Gonçalves

A primeira fase do Sistema de Estacionamento Rotativo Pago deverá entrar em funcionamento dentro de 120 dias. Contrato para sua instalação definitiva foi assinado na manhã desta terça-feira, 26, pelo prefeito Carlos Amastha, por representantes da empresa Infosolo Informática Ltda., ganhadora da licitação para a implantação do sistema, e pelo secretário de Acessibilidade, Mobilidade, Trânsito e Transporte (Smatt), Christian Zini.

Para o prefeito Carlos Amastha, a assinatura do contrato representa o cumprimento de um compromisso com a população. “Iremos organizar o espaço público e o usuário passará a ter mais opções e, além disso, poderemos iniciar a revitalização dos bolsões de estacionamento”, ressaltou ele.

Para a implantação definitiva do Sistema de Estacionamento Rotativo Pago, a empresa deverá cumprir um cronograma de execução, sendo que uma das primeiras ações será uma reunião, prevista para o dia 02 de setembro, com os agentes de Trânsito e Transporte que irão conhecer o sistema.

Já a segunda reunião, de acordo com o secretário Christian Zini, deverá acontecer dia 09, em Taquari, com a presença do prefeito Carlos Amastha, além de convidados como representantes do Conselho de Trânsito e Transportes, Ministério Público, Associação Comercial e Industrial de Palmas (Acipa), Conselho de Inovação e Desenvolvimento Econômico de Palmas (Cidep) e imprensa.

“Apresentaremos como irá funcionar o sistema, assim como o cronograma de execução”, disse o secretário. Ele explicou que a empresa tem até 120 dias para implantar o sistema, mas a intenção é começar a operar antes, pois já há pontos críticos na cidade em áreas de estacionamento.

O sistema

Inicialmente, o sistema funcionará com 5.500 vagas na região central da cidade de segunda a sexta-feira em horário comercial, das 08 horas às 18 horas. Aos sábados, das 08 horas às 13 horas. Domingos e feriados não haverá cobrança. Em datas comemorativas, o horário será diferenciado acompanhando o funcionamento do comércio até a hora máxima de 22 horas, com exceção de eventos noturnos ou em operações especiais.

O tempo de permanência do veículo na vaga se limitará a duas horas na zona azul, que abrange a Avenida JK (entre avenidas NS- 02 e 04) e as paralelas NE-01, na Quadra 104 Norte e SE-01, na Quadra 104 Sul. As demais vias que compreendem essas duas quadras serão denominadas zona verde e terão tempo máximo de permanência de quatro horas. Após esse período, o condutor ficará obrigado a liberar a vaga. (Secom Palmas)

Por: Redação

Tags: Carlos Amastha, Christian Zini