Esporte

Foto: Marcus Mesquita Ana Beatriz cruza a linha de chegada para marcar o 9º melhor tempo na prova Contra-Relógio Ana Beatriz cruza a linha de chegada para marcar o 9º melhor tempo na prova Contra-Relógio

Alunos-atletas do Tocantins se firmaram entre os 10 melhores ciclistas brasileiros na categoria 12 a 14 anos durante o primeiro dia de competições dos Jogos Escolares da Juventude (JEJ) na última sexta-feira, 5. Ao todo, 68 estudantes participaram da prova Contra-Relógio, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina, Paraná.

A melhor colocação entre os tocantinenses ficou com a estudante de Gurupi, Ana Beatriz Nazeozeno, que percorreu os 500 metros do circuito oval em 41 segundos e 399 décimos e garantiu o 9º lugar. Já os alunos Maycon Douglas Silva Carvalho e Vitória Maria Rodrigues Fernandes conquistaram a 10ª colocação. “É muito bom participar dos Jogos pela segunda vez e poder melhorar o meu rendimento. Eu estou satisfeita porque sei que consegui uma ótima classificação”, afirmou Vitória.

Para o estreante nos JEJ, Maycon Douglas, a 10ª colocação na Contra-Relógio foi positiva e serve de estimulo para as próximas provas de atletismo. “Foi uma experiência boa estrear entre os 10 melhores. Isto me deu mais confiança para as próximas provas, que são as que me considero melhor e costumo pedalar mais forte”, ressaltou.

Opinião compartilhada pela Ana Beatriz, que apesar de não ter conseguido o melhor resultado dela na prova, espera conseguir medalhas em outras modalidades. “Minhas provas fortes são as duas próximas [sábado, Pontos; e domingo, Estrada]. Eu quero me manter vencedora da prova de amanhã; e vou tentar me superar novamente para isto”, disse a aluna-atleta, atual campeã dos JEJ na prova por Pontos.

Exemplo

Atleta olímpico do Brasil nas Olimpíadas de Atenas em 2004, e Pequim em 2008; medalhista de bronze nos Jogos Panamericanos do Rio de Janeiro em 2007; além de 15 vezes campeão brasileiro, o ciclista Luciano Pagliarini esteve no local da prova para conversar com os alunos-atletas. Embaixador da modalidade nos JEJ, Pagliarini acredita que a competição é o grande celeiro de novos campeões. “Poder vir até aqui para motivar estes alunos, conversar com eles é motivo de muito orgulho para mim, que treinei muito nesta pista. Certamente, dos Jogos Escolares é que virão aqueles que representarão o Brasil nas Olimpíadas e em outras competições de alto-nível; por isto eles são tão importantes”, enfatizou. (Ascom Seduc)