Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado estadual, Marcelo Lelis (PV) aproveitou a data desta quinta-feira, 18, quando completa 44 anos, para desabafar e encaminhou mensagem para sua rede de contatos via Whatsapp se dizendo vítima de injustiça e estar pagando o preço do rompimento com o grupo do ex-governador Siqueira Campos (PSDB).

Segundo o deputado, seu registro foi indeferido por um processo que ainda esta sendo discutido no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-TO), onde foi acusado, segundo ele, por ter feito uma prestação de contas real, "ou seja prestamos conta de tudo sem o caixa dois que é uma prática comum nas campanhas políticas brasileiras, isso na campanha a prefeito de 2012, quando vocês sabem não fomos vitoriosos”, publicou.

Confira abaixo a mensagem na íntegra.

Bom dia!

Hoje completo 44 anos, nesse momento essa data que comemora o nosso nascimento tem um significado ainda mais especial pra mim...

Usando dessa prerrogativa peço licença para desabafar com vocês...

Fui vítima de uma das maiores injustiças já cometidas nesse estado...

Estou pagando o preço do rompimento com o grupo Siqueira, com o grupo desse governo fabricado em laboratório e digo a vocês se fosse preciso pagar esse preço 100 vezes eu estaria pronto do mesmo jeito...

Imaginem! O meu registro foi indeferido por um processo que ainda esta sendo discutido aqui no TRE , onde sou acusado por ter feito uma prestação de contas real, ou seja prestamos conta de tudo sem o caixa dois que é uma prática comum nas campanhas políticas brasileiras, isso na campanha a prefeito de 2012, quando vocês sabem não fomos vitoriosos...

Mas o fato é que o tiro saiu pela culatra...

O fato é que o PV por unanimidade escolheu a publicitária Claudia Lelis para me substituir, ela que a mais de 10 anos é uma das nossas principais militantes...

O fato é que trata-se de uma mulher inteligente, corajosa, atuante...

O fato é que ela esta pronta para esse desafio...

O Fato é que acabaram duplicando a nossa força política...

Eles não vão calar a nossa voz! Temos que varrer do Tocantins essa forma de fazer política onde as palavras de ordem são perseguição e intolerância...

Nunca estive com tanta vontade de fazer campanha como agora, faltam poucos dias, vamos pra cima deles!!!