Polí­tica

Foto: Divulgação

Aproximadamente duas mil pessoas participaram da reunião da candidata à reeleição professora Dorinha Seabra Rezende (DEM/TO), na última segunda-feira, 22, no Ponto de Apoio. Dentre as lideranças presentes, estavam os prefeitos de Xambioá, Silvia Machado; Tocantínia, Muniz Araújo; Centenário, Wesley Camilo, de Pindorama, Silvio Gás, os candidatos a deputados estaduais que apoiam Dorinha, Valuar Barros, Solange Duailibe, Alan Barbiero e Eduardo Siqueira Campos. O evento também contou com a presença do candidato ao Senado Eduardo Gomes, do candidato a vice-governador Angelo Agnolin e da secretária estadual de Educação, Adriana Aguiar. Também estavam presentes ex-prefeitos, vereadores, secretários municipais, entre outros.

Em seu discurso, Professora Dorinha lembrou a sua atuação como secretária estadual de Educação do Tocantins em busca da melhoria da qualidade do ensino e da valorização dos profissionais da educação. “Muitas vezes eu penso que falhei como mãe porque foram inúmeras as ocasiões que deixei meus filhos em casa para cuidar da educação dos filhos de milhares de famílias tocantinenses”, disse.

Dorinha destacou ainda a importância da educação para uma sociedade justa e igualitária. “É somente através da educação que poderemos ter uma base firma para uma sociedade justa, onde poderemos formar cidadãos de caráter e formadores de opinião”, afirmou.

A candidata pontuou que, como deputada federal, conseguiu trazer recursos para o Tocantins que estão mudando a qualidade de vida das pessoas, em especial, a sua emenda de bancada para a construção do Hospital da Universidade Federal do Tocantins (UFT).

Os recursos para o Estado ultrapassam R$ 250 milhões, somente para Palmas, mais de R milhões para as áreas de educação, saúde, tecnologia, logística e esporte. “O hospital universitário é uma importante conquista para a nossa população. Uma forma de aliar a educação à saúde em prol das pessoas. Não será apenas para o aprendizado dos universitários da área da saúde, mas para também atender a nossa comunidade”.

Professora Dorinha lembrou ainda que uma eleição não pode ser tratada como negócio. “Eleição não é negócio, muito menos brincadeira. Muita gente trata campanha eleitoral como negócio. Precisamos ter consciência de que a eleição irá traçar o nosso futuro, das nossas famílias, dos nossos filhos e da nossa sociedade para os próximos quatro anos. Isso é muito importante, é coisa séria. Precisamos saber votar”, afirmou.