Polí­tica

Foto: Divulgação Reunião em Monte do Carmo Reunião em Monte do Carmo
  • Reunião em Chapada da Areia
  • Visita Agetrans em Paraíso
  • Reunião em residência/ Paraíso do Tocantins
  • Reunião em Santa Rosa

Durante esta reta final de campanha, o candidato a Deputado Estadual pela Coligação Frente Popular por uma Alternativa de Mudança, Paulo Mourão (PT), tem cumprido uma agenda extensa, percorrendo várias cidades do interior do Estado para falar de suas propostas e alertar a população a respeito da importância de eleger políticos comprometidos com o trabalho e que venham representar os anseios da população tocantinense.

Em seu discurso, o candidato fala para que a população fique em alerta a respeito dos problemas que a máquina administrativa do Estado vem enfrentando e, segundo o candidato, a falta de comprometimento do governo do Estado com as políticas públicas administrativa e das áreas econômica, da saúde, da educação, no social e na segurança pública. “A saúde está uma vergonha, falta de tudo, médicos, remédios e insumos básicos. A cada dia que passa vidas vem se perdendo por falta de atendimento. A educação nem se fala, tem escola que está com contas de água e luz sem pagar, na segurança pública, as viaturas estão paradas por falta de revisão e até mesmo por um motivo simples, falta o combustível. Isso é preocupante”, desabafou Mourão. “Que governo é esse que deixa o povo sofrer e sai por aí levando um discurso falso e desrespeitoso, dizendo aos tocantinenses que representa o novo,  que está melhorando o Estado, quando o que na verdade, ele representa é um grupo velho, de políticos  que querem a todo custo, permanecer mais quatro anos no poder, custe o que custar”, criticou.

Desequilíbrio na economia

Paulo Mourão diz que a situação do Estado é muito preocupante com relação às finanças públicas e que é preciso dar segurança jurídica ao setor empresarial a fim de recompor as contas. “A situação econômica do estado nos deixa bastante preocupado. Nota-se que há um desequilíbrio muito grande na sua economia, no que se arrecada e no que se gasta. No ano de 2013, o Tocantins arrecadou só seis e meio do total de suas arrecadaçõesSe pegarmos o IPCA com a inflação do ano de 2013 que foi de 5,61%, este Estado cresceu apenas na sua receita 1,5% e aumentou nas suas despesas em 12,98%. Arrecada-se pouco e se gasta muito, como fechar essa conta? Como atrair o setor empresarial com essa insegurança nas finanças?  Como fazer o Estado crescer com essa essas diferenças exorbitantes nas arrecadações e nos gastos? É preciso fazer um ajuste administrativo para haver um equilíbrio nas contas públicas, infelizmente isso virou uma esculhambação, precisamos agir urgentemente, antes que seja destruído ainda o que nos resta”, alertou.

Sociedade mobilizada

O petista chama atenção da sociedade na fiscalização das ações do governo e no cumprimento de suas obrigações com a população. “A sociedade em geral e os segmentos organizados, precisam se mobilizar e ser mais participativos nas cobranças das ações por parte do governo”, considerou.

Para Paulo Mourão, antes de tudo, a sociedade precisa conhecer o candidato em que está votando, saber a sua história e o seu comprometimento com o trabalho. “É preciso eleger representantes que vão trabalhar para o povo e não políticos que  estão preocupados em apenas satisfazer aos interesses pessoais, como muitos políticos que aí estão, que costumam trabalhar em prol de interesses particulares”, relatou.

Compromisso com o trabalho

“Se observarmos bem, veremos que o nível de atuação, da maioria dos políticos infelizmente é baixo. Essa falência na representação política administrativa do estado se deve a grupos políticos que não tem compromisso com a ética e com o trabalho. Por algum motivo o povo os colocou lá, e não é mais do que obrigação deles representarem o povo na sua plenitude”, criticou. 

“Como deputado estadual, representarei bem o meu partido e o povo, serei a voz ativa na Assembleia Legislativa na busca pela transparência com a coisa pública.  Vou honrar cada voto e cumprir meu mandato com legitimidade. Serei atuante na fiscalização e aplicação dos recursos públicos e na elaboração de leis que venham melhorar a qualidade de vida do povo tocantinense” ressaltou o candidato.

 Agenda - Cidades percorridas

Na terça-feira, 23, Paulo Mourão percorreu os municípios de Santa Rosa, Natividade, Silvanópolis e Monte do Carmo, acompanhado da candidata à deputada federal Dulce Miranda (PMDB), onde participou junto com apoiadores, líderes, vereadores e prefeitos de reuniões políticas.

Na quarta-feira, 24, o candidato participou da Missa em comemoração ao dia da padroeira de Porto Nacional Nossa Senhora das Mercês e em seguida acompanhou a agenda do candidato a Governador pela coligação a Experiência faz a Mudança, Marcelo Miranda (PMDB) junto com sua comitiva, que percorreu as cidades de Brejinho de Nazaré, Fátima, Santa Rita do Tocantins, Crixás, Aliança, finalizando em Gurupi com comício.

Na quinta-feira, 25, ainda em Gurupi, o candidato foi recebido por líderes, o presidente municipal do PT, Hélio Barros, e dirigentes do partido que apoiam a sua candidatura. Paulo Mourão participou de uma reunião na casa do secretário Municipal da Indústria e Comércio de Gurupi, Pedro Dias, junto com a candidata a deputada federal, deputada Josi Nunes (PMDB), ambos falaram sobre suas propostas de trabalho para o Tocantins. À tarde o candidato se reuniu com apoiadores na casa da prefeita de Pugmil, Arlene Martins. Depois Mourão seguiu para Guaraí, onde junto com o ex-vereador Clóvis Ferreira, fez visitas às famílias e líderes apoiadores.

Na sexta-feira, 26, em Paraíso, Paulo Mourão acompanhado do candidato a deputado Federal, ex-governador Carlos Gaguim (PMDB), visitou a Agetrans, o comércio e a Cooperativa Agropecuária Tocantinense (Coopernorte), onde participou de um bate-papo com o presidente da cooperativa, Gilmar Afonso e funcionários.  Na ocasião, Gilmar disse que a cooperativa está passando por dificuldades e que precisa de incentivos por parte do governo para o seu fortalecimento.

Mourão ressaltou que é preciso haver incentivo por parte do governo às cadeias produtivas e que o cooperativismo é o modelo certo para o fortalecimento da agricultura familiar. “Vamos ajudar a fortalecer as cooperativas, esse é o modelo ideal na busca pelo desenvolvimento rural e na consolidação da agricultura familiar, uma vez que ela representa uma forma de ocupação geradora de renda e a possibilidade de fixação desses produtores no campo. O associativismo e o cooperativismo são ferramentas importantes capazes de viabilizar a permanência dos pequenos produtores no campo”, explicou.

O candidato participou também de reuniões em residências, com a participação de empresários, líderes, segmentos religiosos e apoiadores. Mourão falou de suas propostas, principalmente nas áreas da saúde, educação e da importância da implementação de políticas públicas econômicas para o desenvolvimento do Estado. Após as reuniões, Mourão e Gaguim visitaram a Comunidade Terapêutica Jovens de Valor que trabalha na recuperação e reabilitação de dependentes químicos.

No período da tarde, Paulo Mourão seguiu para o município de Chapada da Areia, junto com Carlos Gaguim e Ivan Vaqueiro, onde participou de uma reunião com os moradores e falou de suas propostas para o fortalecimento da agricultura familiar e das cadeias produtivas no município, citando o exemplo a bacia leiteira, principal geradora de emprego e renda na cidade.

Neste sábado, 27, o candidato fez a última gravação para o seu programa eleitoral. À noite Mourão participa junto com o governador Marcelo Miranda de comício e carreata em Paraíso, depois segue para Palmas, onde participa de um comício na 305 Norte, antiga Arno 32.

Por: Redação

Tags: Eleição 2014, Paulo Mourão