Polí­tica

Foto: Divulgação

O governador e candidato a reeleição pela coligação “A Mudança Que a Gente Vê”, Sandoval Cardoso (SD) reagiu à representação formulada pela senadora Kátia Abreu (PMDB) que o acusa de, supostamente, utilizar irregularmente a verba indenizatória de seu gabinete na Assembleia Legislativa. “Ao invés dela se preocupar com as investigações do avião preso em Piracanjuba, já que ela é presidente do PMDB, ela está preocupada com a máquina de xerox do meu gabinete”, rebateu Sandoval.

“A senadora sabe muito bem como um parlamentar pode utilizar a verba de gabinete para cobrir despesas e pagou caro por uma denúncia vazia, comprando gato por lebre. Temos como provar que o empresário cobrou (e quanto cobrou) para fazer a denúncia. É mais um crime de caixa 2 cometido pelo PMDB, porque esse dinheiro não vai aparecer na relação de despesas do partido. Vou dar todas as informações ao Ministério Público e quero investigação sobre esse pagamento. Isso é crime eleitoral”, acusou Sandoval que ainda questionou: “O que levaria um empresário a se autoincriminar, assumindo um suposto crime de corrupção passiva? Só muito dinheiro”, salientou.

Sandoval continuou com suas afirmações dizendo:“Quando ouvi a senadora convocando uma coletiva no Ministério Público achei que ela ia pedir investigação sobre o avião, já que ela é a comandante do grupo, fez a intervenção no partido e é a presidente. Ela é a responsável pelo aluguel da camionete e pelo avião onde foram encontrados R$ 500 mil e propaganda de Marcelo Miranda. Ela precisa explicar se sabia ou não da ligação do irmão do Marcelo Miranda com o empresário Douglas.  Ela assina pelo partido, como assinou a queixa contra mim no MPE”, completou.

Gomes

O candidato a senador Eduardo Gomes (SD) também saiu em defesa de Sandoval e do uso legal de verbas indenizatórias de gabinetes por parlamentares. “A senadora é quem mais faz uso dessas verbas, tendo inclusive pago um tratamento dentário com verba do congresso, no valor de R$ 42 mil reais. É a chapa (dentadura) mais cara que já se teve notícia no Brasil”, disse Eduardo Gomes.