Estado

Foto: Divulgação

No primeiro dia de greve 52% das agências bancárias ficaram de portas fechadas no Tocantins. A greve iniciou nesta terça-feira, 30, em todo Brasil e segue por tempo indeterminado.

Ao total são 161 agências no Estado, sendo 84 ficaram de portas fechadas. O presidente do Sindicato dos Bancários do Tocantins (Sintec-TO), Crispim Batista Filho, explicou que devido ser o primeiro dia de greve muitos bancários passaram o dia reunidos para definir as estratégias.

“Nas cidades menores a maioria das agências passaram o dia se organizando para amanhã aderirem a greve. Nossa mobilização é geral e estamos confiantes no empenho e luta de todos”, afirmou o presidente.

A diretoria do Sintec-TO esteve reunida ainda no fim desta tarde para fazer o balanço do primeiro dia de paralisação. Foi discutida ainda a organização e como as ações que serão desenvolvidas nos próximos dias. A avaliação feita foi positiva.

“Se considerarmos a quantidade de funcionários o alcance da greve é bem maior que os 52%, considerando que uma única agência das cidades maiores corresponde muitas vezes ao triplo ou até mais de um banco do interior”, destacou.

Assembleia

Em assembleia realizada nesta segunda-feira, 29, bancários do Tocantins aprovaram o início da greve como início nesta terça. Ao total 89% dos bancários votantes decidiram pela paralisação. A assembleia aconteceu na sede social do Sintec-TO em Palmas. (Ascom Sintec)

Por: Redação

Tags: Crispim Batista Filho, Sintec