Polí­cia

Após o Sindicato dos Delegados de Polícia Civil (Sindepol-TO) discutir em assembleia os procedimentos de escolha da lista tríplice para nomeação do novo chefe de polícia civil, o Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol-TO) e as Associações de Classes manifestam a necessidade da participação ativa no processo de indicação.

O cargo será ocupado por designação do novo governador, Marcelo Miranda, a partir do próximo ano.

Embora a Constituição Federal no artigo 144 § 4 º estabeleça que as polícias civis são dirigidas por Delegados de Polícia de carreira, o artigo 2º da Lei 1.654/2006, descreve que são policiais civis: Delegado de Polícia, Escrivão, Agente de Polícia, Médico Legista, Perito Criminal, Papiloscopista, Agente de Necrotomia, Agente Penitenciário,  Motorista Policial e Perito Policial.

“Diante disso e cientes de que o delegado geral da Polícia Civil dirige toda a instituição policial, destacamos a importância da participação de todos os cargos previstos na Lei 1.654/2006 – citados acima – como forma democrática de realização do processo de escolha e indicação”, informou as instituições através de nota.

Por: Redação

Tags: Marcelo Miranda, Sindepol, Sinpol