Polí­tica

Foto: Divulgação

O Partidos dos Trabalhadores – PT se reúne na tarde desta sexta-feira, 7, quando começa a discutir com a executiva e os três deputados estaduais eleitos – Paulo Mourão, Amália Santana e José Roberto Forzani – o espaço que vão solicitar no novo governo. “Vamos tratar da composição, essa é a primeira reunião após a eleição, vamos fazer uma avaliação da eleição, ouvir os deputados sobre a expectativa para a gestão e discutir os espaços que vamos solicitar”, confirmou o presidente Julio Cesar em entrevista ao Conexão Tocantins.

Os deputados e a cúpula do partido vão começar a definir quais pastas irão solicitar a indicação para o governador eleito Marcelo Miranda (PMDB). Segundo o presidente, o partido vai pedir mais de quatro pastas. “Nossa solicitação para o governo vai ser da importância que tivemos na eleição. Fomos o partido que deu mais tempo de TV, o único que tinha militância organizada portanto acho que nossa participação na eleição foi determinante para a vitória de Marcelo e Katia”, disse.

Dentre as pastas que o partido pretende pedir estão a Habitação, Cidades, Defesa Social além dos órgãos ligados a Agricultura familiar. “Não queremos atropelar o processo mas entendemos que já é o momento de começar a discutir”, disse.

O governador eleito já deixou claro que vai dar espaço aos aliados e companheiros de primeira hora porém ainda não deu detalhes de como será a participação dos partidos nos quadros do novo governo.

Alem do PT, o PSD e PV foram os partidos aliados de Miranda.

Eleição da Assembleia

O partido tem outra meta também: conseguir a presidência da Assembleia. O deputado da legenda, José Roberto confirmou ao Conexão Tocantins que vai colocar o nome para pedir aval do partido.