Palmas

Foto: Divulgação

Mesmo após conversa com o ex-secretário Estadual da Educação, Danilo de Melo o prefeito da capital, Carlos Amastha (PP) ainda não definiu o  novo titular da pasta da Educação. “Não o convidei mas conversei com ele sobre a disponibilidade”, confirmou o prefeito ao Conexão Tocantins nesta segunda-feira, 10. Amastha comentou que está avaliando outros perfis para o cargo que era ocupado pela irmã do deputado estadual Wanderlei Barbosa (SD) e do vereador Marilon Barbosa. A pasta está sendo comandada interinamente por André Vitral.

O prefeito encaminhou as alterações que pretende fazer na gestão para a Câmara de Palmas que deve analisar ainda esta semana. Além da criação da pasta de Integração Social, Direitos Humanos e defesa do Consumidor que será ocupada por Thiago Andrino a atual gestão quer criar ainda a Fundação do Meio Ambiente.

Segundo informou o Secretário de Governo, Adir Gentil ao Conexão Tocantins a prefeitura vai ainda extinguir a Secretaria de Assuntos Jurídicos que passará a ser novamente a Procuradoria Geral do Estado que continuará sob o comando do procurador Públio Borges.

A Secretaria de Planejamento, ocupada por José Gomes Torres passará a se chamar secretaria de Administração e vai englobar também a Corregedoria do Município.

A intenção da gestão é ainda diminuir 20% dos 480 cargos comissionados.

Conversa individual

A gestão municipal está ainda conversando individualmente com os vereadores da base para tratar das alterações e ainda dos próximos dois anos de gestão.  “É um trabalho que começamos agora e vai levar o mês todo”, explicou o secretário.

Gentil explicou que  todos os vereadores que fazem parte do governo participam da gestão e citou que a base deve aumentar.