Ciência & Tecnologia

Foto: Imagem ilustrativa/da web

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL) realizaram nesta segunda e terça, 09/11, a etapa de avaliação de mérito dos projetos habilitados no edital do Programa de Apoio à Inovação Tecnológica em Micro e Pequenas Empresas (Tecnova) que contou com consultores em inovação de várias partes do Brasil.

Os projetos já haviam sido analisados individualmente por cada um dos quatro avaliadores contratados pelo programa, após avaliação de currículos. Nesta etapa eles se reuniram, pontuaram e debateram sobre os projetos inscritos para chegar a um consenso sobre quais projetos devem receber o aporte financeiro do programa.

“O Tecnova tem tudo para ajudar no desenvolvimento tecnológico do estado. Os projetos demonstram que o Tocantins passa por um momento de amadurecimento científico”, afirma o avaliador Eduardo Leal do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de São Paulo (SP).

Ao todo, 64 projetos foram inscritos no Tecnova Tocantins que disponibiliza mais de R$ 8 milhões para projetos de inovação em processos e produtos de micro e pequenas empresas no estado. Destes, 48 foram habilitados na fase documental e, consequentemente, avaliados pelos consultores.

Segundo a gerente do IEL Tocantins, Greyce Labre, essa participação mostra que o empresário tocantinense tem desenvolvido interesse em inovar e se tornar mais competitivo. “Muitos projetos surpreenderam em qualidade técnica e inovação”, completou.

Carlos Antônio, professor universitário de Viçosa-MG e avaliador do programa, considera positiva a participação dos micro e pequenos empresários no edital. “A participação tocantinense foi excelente. Os projetos inscritos são de diversas áreas e certamente os que forem contemplados pelo Tecnova irão surtir efeito na agenda de inovação do Tocantins”, disse.

O resultado final do Tecnova será divulgado até a próxima sexta, 12/12.

Tecnova Tocantins

O Tecnova é um programa do Governo Federal, realizado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), cujo projeto para trazê-lo ao Tocantins foi apresentado pelo Governo do Estado, por meio da Sedecti e IEL Tocantins, entidade da Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto) responsável pela execução do projeto. O edital e informações do programa estão disponíveis em tecnova.iel-to.com.br . (Ascom Fieto)