Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado estadual líder do governo, Paulo Mourão (PT) propôs dois pedidos de audiência pública na sessão ordinária nesta quinta-feira, 12, na Assembleia Legislativa. Um deles para discutir a situação financeira do Estado, com participação de secretários das principais áreas além dos órgãos financeiros e o outro vai discutir os problemas da Unitins. “O Estado teve um ano de retrações financeiras e temos que discutir isso”, afirmou sobre a baixa capacidade de investimento. A audiência terá a presença de representantes do Ministério Público Estadual, Procurador de Contas, Sergio do Vale, OAB, Tribunal de Contas e outros.

A deputada Luana Ribeiro (PR), principal aliada do governo anterior, apresentou um requerimento pedindo uma audiência pública para discutir a anulação dos benefícios concedidos fora da LRF pela gestão anterior. Ela convidou os 2500 policiais militares que foram promovidos além do ex-comandante da Polícia Militar Coronel Benício, o ex-procurador Geral do Estado e os ex-secretários da Administração, Lucio Mascarenhas  além do de segurança Pública bem como os atuais secretários das referidas pastas.

O deputado Amélio Cayres (SD) sugeriu que as audiências sejam feitas em conjunto. “A mesma reunião que tiver as autoridades do MPe que os interessados estejam no mesmo dia e que incluam aí o pessoal da saúde que se consideram impactados pelos decretos do governo”, propôs. Luana acatou a sugestão.

Discussão sobre Unitins

Com relação á Unitins o líder do governo alegou que é preciso garantir subsídios financeiros e pedagógicos para a instituição já que foram criadas mais de mil novas vagas sem nenhum planejamento por parte do governo anterior. “Essa questão da Unitins precisa ser olhada com extremo carinho porque quando foi discutida incorporação não observaram questões estruturantes e pedagógicas. Precisamos tirar o alinhamento político disse  partirmos para a solução institucional”, disse. Segundo ele o Estado cometeu uma irregularidade.

O requerimento que trata da audiência para discutir a Unitins gerou polêmica entre os deputados que representam a região do Bico do Papagaio. José Bonifácio (PR) se referiu ao colega Amelio Cayres como “Barão do bico” e disse que a expansão da universidade para a região foi feita com o intuito de dar votos para o colega. “Unitins foi construída de forma abatolhada para o barão do Bico tirar votos. Vamos construir a universidade que foi criada por outros objetivos mas que vai atender as aspirações do povo”, disse. “Vamos esquecer que ela foi feita por isso e por aquilo e vamos garantir que ela exista para atender o povo”, reafirmou.

Cayres rebateu. “Isso não pode ser atribuída como forma eleitoreira. Temos que parar com isso de colocar interesse de voto em tudo”, disse. Ele disse que a Unitins dá oportunidade para o povo humilde do Bico do papagaio. “O benefício ficou para a comunidade. Se foi para ganhar voto prefiro continuar ganhando voto dando oportunidade para o pobre fazer uma faculdade”, frisou.

O deputado Eduardo do Dertins (PPS) apresentou um pedido de reabertura da CPI da Saneatins.

Por: Equipe Conexão Tocantins

Tags: Amélio Cayres, Assembleia Legislativa, Luana Ribeiro, Paulo Mourão