Estado

Foto: Divulgação

A Fundação Universidade do Tocantins (Unitins) deu publicidade nesta sexta-feira, 27, ao relatório final da Comissão de Sindicância instaurada em 19 de janeiro de 2015, a fim de apurar atos e fatos referentes ao concurso para docentes da universidade, realizado em 2014 e que se encontra sub judice. A presidente da Comissão é Maria Lourdes Fernandes.

“Apesar do certame ter pontos positivos , principalmente com a finalidade de preencher vagas á Universidade, verificou-se nos relatos apresentados pelas testemunhas dos presentes feitos, indicativos de irregularidades tanto na condução como na sua aplicação bem como fortes questionamentos negativos sobre a participação e êxito no certame no vice-reitor da Unitins”, diz o relatório.

A conclusão do relatório aponta questionáveis anotações a punho em documentos enviados por email de candidatos, tratamento desigual com alguns candidatos, questionamento sobre ausência de cronograma de provas além da presença de professor contratado em banca avaliadora.

Segundo informou a Unitins a reitora da Unitins, Elizângela Glória Cardoso, se comprometeu quando da instauração da sindicância em dar publicidade aos trabalhos transparência às ações da Unitins porém avisa que o relatório final apenas relata fatos do concurso levantados pela Comissão, não há nenhum resultado final sobre a questão. O trâmite, segundo a instituição,  segue com o encaminhamento do documento para a Procuradoria-Geral do Estado (PGE), que vai analisar e fazer parecer conclusivo.