Estado

Foto: Divulgação

O Departamento de Trânsito do Estado do Tocantins (Detran) posicionou-se na tarde desta sexta-feira, 13, sobre o desvio de função relatado por candidatos aprovados no concurso para fiscal de transito do órgão. Segundo o Detran, as atribuições fiscais de trânsito estão previstas no edital do concurso. 

De acordo com o Detran, no edital consta efetuar a fiscalização de trânsito, desempenhar as tarefas nas Ciretrans, conforme determina o Código de Trânsito Brasileiro – CTB. O Departamento disse seguir rigorosamente as exigências.   

Os aprovados também reclamam da falta de curso de formação a exercerem a função. Segundo eles, apenas alguns dos aprovados realizaram o curso. O Detran explicou que a nova gestão do Detran irá realizar o Curso de Formação de Agentes de Trânsito, em Araguaína, de 16 a 30 de março, um total de 130h, onde serão implantado dois polos de fiscalização, um em Araguaína e outro em Guaraí. 

Ainda é informado que também esta prevista a formação de fiscais em Palmas mas que a data ainda não foi definida. “Na Capital já possui fiscais capacitados e que atuam na fiscalização, nas ruas. Os agentes de trânsito só poderão atuar na fiscalização, após o curso de formação”, informou o Detran.

O Departamento informou que o fardamento, a aquisição do material já está em processo de licitação e ainda que as viaturas, são locadas e já serão disponibilizadas após caracterização para ampliar a fiscalização de trânsito.