Cultura

Foto: Divulgação

Artistas integrantes do projeto Sesc Amazônia das Artes vão apresentar espetáculos com assuntos semelhantes: dança contemporânea com foco no corpo. O Balé da Cidade de Teresina (PI) e Odacy de Oliveira (AM) estarão no Teatro Sesc Palmas nos dias 8 e 11 de maio, respectivamente. As apresentações serão às 20h com entrada gratuita.

O grupo piauiense começou a relacionar a força da gravidade com movimentos do corpo em 2013. Por meio da linguagem em dança contemporânea, o grupo fez da sala de dança um laboratório com rigor científico e artístico para, através da investigação, criar uma obra-experimento.

Assim, surgiu o Grave-Grog, um espetáculo que põe em evidência a gravidade e outras discussões a respeito do lugar do corpo. Utilizando de variadas sensações e estímulos, do sensorial ao perceptível, o corpo é o objeto de estudo em cena. A apresentação será no dia 8 de maio, às 20h, no Teatro Sesc Palmas. A classificação indicativa para o espetáculo é de 14 anos.

Já Odacy de Oliveira aborda questões existenciais em Yi Ocre, sobre as quais a sociedade pouco reflete e ironicamente se desafia a evitar.  Sua proposta tem o propósito de impactar por meio do som, visualidade, cenografia e os corpos em conexão, que leva o público a olhar com profundidade e sentir todo o conjunto da obra.

O espetáculo nasceu a partir de uma pesquisa de movimento, que destacou os limites da relação e comportamento das pessoas com o meio natural e da singularidade artística da dança, apresentada por cada intérprete com as possibilidades dos movimentos do corpo. Recomendado para maiores de 16 anos, Yi Ocre será apresentado no Teatro Sesc Palmas no dia 11 de maio, às 20h.

Ambas as atrações são gratuitas e compõe a programação do projeto Sesc Amazônia das Artes, que objetiva a circulação de obras nas linguagens de Artes Plásticas, Dança, Música e Teatro.