Palmas

Foto: Divulgação

O presidente da Quadra 307 Norte de Palmas, Wilmar Vieira Evangelista, afirmou em entrevista ao Conexão Tocantins na manhã desta quinta-feira, 14, que a gestão atual da Capital presidida por Carlos Amastha, não cumpriu promessas feitas em campanha. O presidente elencou as carências da Quadra e avaliou a atuação da gestão na região norte de Palmas. A entrevista vem ao encontro do aniversário de Palmas que acontece no próximo dia 20 de maio. O Conexão Tocantins entrevista os principais presidentes de bairros e ex-prefeitos de Palmas.

Ao analisar a gestão atual, Wilmar Vieira resumiu: "Avalio com mais ou menos. Ele está cuidando do jardim e da limpeza está mais ou menos, só isso e mais nada. Não vejo uma obra importante", afirmou. A ocupação da região norte de Palmas ocorreu inicialmente por meio de invasão.

Confira abaixo a entrevista na íntegra. 

Conexão Tocantins - O Senhor reside na Quadra 307 Norte há quanto tempo?

Wilmar Vieira - De 94 pra cá. 20 a 21 anos.  

CT- O senhor saberia contar um pouco da história da quadra, como que ela surgiu?

WV – Na minha quadra foi uma invasão. No começo eu ainda não morava aqui, mas sei que na época um dos primeiros moradores foi o Domingão, primeiro presidente da Quadra que chegou e começou esse movimento da invasão na época. Naquela época já tinha a 31 e a 32 (Quadras) e como tinha pouco espaço e queriam um espaço maior, invadiram esse espaço também (da Quadra 307 Norte). Hoje eu represento a 307 Norte e cada quadra tem seu representante. A quadra tem agora mais ou menos quatro mil e alguma coisinha de habitantes, só na 307.

CT- O que a atual gestão prometeu e não cumpriu na quadra?

WV – Quando fez aquele aumento do IPTU, disseram pra gente, reuniram alguns presidentes e disseram que 50 % do IPTU ia ser de retorno para a comunidade, que a comunidade escolhia qual tipo de benefício que eles iam fazer. Até agora, até hoje nunca aconteceu isso, o que eles prometeram não cumpriram. Outra coisa que prometeram na época da campanha política, foi que ia fazer um shopping a céu aberto e até hoje nunca aconteceu. Tem a academia ao ar livre que eles prometeram e até hoje não cumpriram também. 

CT- O senhor vê a atual gestão cuidando das “Arnos” de uma maneira em geral?

WV- Em alguns aspectos sim, em outros não. Por exemplo, a limpeza acredito que está mais ou menos, agora questão de obras, não. Para a região falta muita coisa, por exemplo, falta uma avenida que liga entre a 32 a 33. Falta a duplicação da LO 10 que dá sentido a praia das Arnos. 

CT- Como que está a saúde, tem posto para atendimento da população? Tem creches, como está a educação?

WV- Creche na nossa quadra tem, agora a unidade de saúde está em reforma, já a bastante dias e eles não entregam ainda a reforma da unidade de saúde. Eles arrumaram outro local fora da quadra para estar atendendo a comunidade e está deixando a desejar nesse aspecto.

CT- O senhor que acompanha de perto, qual que é a principal carência da Quadra?

WV- A principal carência é de segurança. A segunda é a falta uma praça com quadra futebol, academia ao ar livre, paisagismo. Falta fazer a entrada da Quadra que tá feia. A Quadra é uma das que mais impulsiona o comércio para a Prefeitura porque tem um comércio muito grande, tem uma feira que é a que mais recebe gente. Precisa da reforma da quadra de esportes que está toda abandonada de também de ma agência bancária na nossa região.

 CT- Como que o senhor avalia a atual gestão de Palmas?

WV- Mais ou menos. Ele está cuidando do jardim e a limpeza está mais ou menos, só isso e mais nada. Não vejo uma obra importante.