Polí­tica

Foto: Divulgação

O senador Ataídes Oliveira (PSDB) comentou a nota encaminhada pelo Sistema S no Tocantins com relação ao projeto que prevê a retenção de 30% dos recursos para investimentos na área da Saúde. Na nota, o sistema afirma que a proposta é um desserviço á sociedade. O senador do Tocantins, Ataídes  aguarda resposta do Governo Federal sobre proposta que apresentou ao ministro da Fazenda, Joaquim Levy, para que sejam desvinculados recursos do Sistema S por parte do governo no intuito de reter parte dos valores que são destinados para qualificação dos trabalhadores do comércio e da indústria.

“Desserviço é você receber milhões em tributos para prestar serviços para dar cursos gratuitos à população e no entanto esse dinheiro é especulação no mercado financeiro, como é o caso do Tocantins que tem mais de 43 milhões aplicados e cobrando cursos em valores exorbitantes do nosso povo”, reagiu.

Ataídes reafirmou que sua proposta é de que dos R$ 35 bi  previstos para o Sistema receber esse ano em todo o Brasil, 50% seja destinado para a área da Saúde. “ Esse dinheiro tem que ir para a área da saúde do povo brasileiro em especial do Tocantins uma vez que existe R bi em 31 de dezembro de 2014 sendo especulados no mercado financeiro. Estão especulando com o dinheiro do povo, isso é um absurdo!”, afirmou.

Segundo o Senai, nos últimos cinco anos, apenas no Tocantins, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial qualificou gratuitamente mais de 30 mil pessoas em cursos que abordam os mais diversos segmentos, em especial, voltados para jovens que necessitam aprender uma profissão e trabalhadores da indústria que precisam de aprimoramento.

Desde que assumiu a vaga no Senado, Ataídes  apresenta uma série de questionamentos aos representantes de entidades do Sistema S. (Atualizada às 10h05min)

Por: Redação

Tags: Ataídes Oliveira, Sistema S