Polí­tica

Foto: Divulgação

A Câmara Municipal de Porto Nacional,  realizou sessão extraordinária, nesta terça, 27 de outubro, para eleger a Mesa Diretora para o próximo ano. Com a plenária da Câmara lotada, a sessão iniciou com clima de tensão entre os vereadores.

O G7, grupo de oposição ao governo municipal e até então, maioria, viu-se abalado pelo posicionamento de voto contrário ao grupo, declarado pelo vereador Fábio Alves. O mesmo declarou antecipadamente seu voto ao vereador Miúdo para a presidência da Câmara.

Desta forma, concorreram à presidência duas chapas, uma composta por Helmar Junior,  presidente; Fernando Manduca, vice presidente; Geylson Neres Gomes, primeiro secretário e Jefferson Lopes, segundo secretário. A outra chapa foi composta também pelo vereador Helmar Junior como presidente; professor Sebastião, vice-presidente; Miúdo, primeiro secretário e Adael, segundo secretário. Sendo respectivamente o bloco 1, o do G7 e o bloco 2, do G6.

A votação aberta foi bastante acalorada com votos dos vereadores Ivan Casca Preta,  Helmar Junior, Ronivon Maciel, Eduardo Manzano, Fernando Manduca, vereador Geylson Neres Gomes e Jefferson Lopes, para o bloco 1 e dos vereadores, Adelson da Eletromóveis, Joaquim do Luzimangues,  Miúdo, Professor Sebastião e Adael - que votou no  bloco 2 com exceção do presidente. O vereador Fábio Alves votou em branco.

O resultado da votação foi 7 votos para o bloco 1; 5  votos para o bloco 2 e um voto em branco.

Assim, a Mesa Diretora da Câmara para o Exercício de 2016, será composta por Helmar Junior, presidente; Fernando Manduca, vice-presidente; Geylson Neres Gomes, primeiro secretário e Jefferson Lopes, segundo secretário.