Campo

Foto: Elmiro de Deus Grupo estuda a possibilidade de implantar o parque chamado “Buritis” Grupo estuda a possibilidade de implantar o parque chamado “Buritis”

Para discutir a situação dos tramites e implantação do Parque Aquícola de Palmas, prevista, ainda para o primeiro semestre de 2016, o secretário do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), Clemente Barros, reuniu com representantes dos órgãos envolvidos na implantação do Parque na tarde desta última terça-feira, 12, na sede da Secretaria.  O Parque contará com 101 lotes, sendo que cada lote terá três hectares cada. O grupo estuda a possibilidade de implantar o parque chamado “Buritis”, na região do Centro Agrotecnológico de Palmas.

Segundo o superintendente Federal da Pesca e Aquicultura no Tocantins, ligado ao Ministério da Pesca, Amilton Rodrigues Araújo, o processo de implantação do Parque está bem adiantado. “O processo de liberação, em duas vias, encontra um na Marinha do Brasil e na Agência Nacional de Águas (ANA), e posteriormente segue para a Superintendência de Patrimônio da União (SPU) e por último Ministério da Pesca, mas acreditamos que estamos avançados, provavelmente que seja liberado ainda neste primeiro semestre de 2016”, informou.

Para o secretário da Seagro, Clemente Barros, a reunião do grupo demonstra a força e vontade de todos os envolvidos para formalizar o mais rápido possível o processo de implantação do Parque. “É um projeto audacioso de piscicultura, bem elaborado pela Embrapa, portanto precisamos reunir forças para a liberação ambiental desse Parque”, ressaltou.

Participaram da reunião representantes da Superintendência Federal de Pesca e Aquicultura (SFPA), Marinha do Brasil, Infraero, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Superintendência Patrimonial da União (SPU), Secretaria de Desenvolvimento Rural de Palmas (Seder) e o Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins).