Campo

Foto: Divulgação Associações de agricultores familiares inadimplentes têm até 30 de julho para encaminhar processo de renegociação Associações de agricultores familiares inadimplentes têm até 30 de julho para encaminhar processo de renegociação

As associações de agricultores familiares inadimplentes do Crédito Fundiário têm até dia 30 de junho para apresentar documentação necessária para regularizar e renegociar as dívidas junto aos agentes financeiros. O Banco Central divulgou em 17 de dezembro de 2015, a resolução (4.450) que altera as normas para renegociação das operações contratadas do crédito fundiário. As dívidas contraídas são de acesso às terras e infraestrura básica. 

Segundo o gerente de Crédito Fundiário da Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), Gilvan Alves da Silva, no Tocantins existem cerca de 60 associações de agricultores familiares, as quais têm até dia 16 de maio para encaminhar os documentos necessários à regularização para a Unidade Técnica Estadual (UTE), na Secretaria da Agricultura. “Desde dezembro estamos mobilizando as associações para que não deixem para a última hora, pois o processo demanda tempo, até estar pronto para envio aos bancos”.

O gerente explica que os processos serão analisados, verificados quais são as pendências para a regularização e, posteriormente serão enviados para os agentes financeiros até o prazo final, dia 30 de junho. Gilvan Alves da Silva lembra ainda a importância dos agricultores regularizarem suas dívidas para conquistas de benefícios. “A regularização permite aos produtores acessar outros benefícios, a exemplo do Programa Nacional de Agricultura familiar, além de garantir a permanência na sua terra”, ressaltou.