Estado

Foto: Frederick Borges

O governador Marcelo Miranda estabeleceu como meta para 2016 o equilíbrio do Estado com um ambiente seguro para investir e gerar novos empreendimentos. Durante uma reunião nesta quinta-feira, 21, no Palácio Araguaia em Palmas, o governador apresentou as primeiras medidas do novo Modelo de Gestão que pretende implantar a partir deste ano. 

Com as mudanças foram extintas cinco secretarias que foram integradas a outras pastas: a Secretaria de Representação do Estado do Tocantins em Brasília e a Secretaria Estadual da Articulação Política tiveram suas funções incorporadas a Secretaria Geral de Governo, que passa a ser denominada de Secretaria Geral de Governo e Articulação Política.

Já a Secretaria de Desenvolvimento Regional, Urbano e Habitação foi integrada  à Secretária de Infraestrutura, que deverá  ser denominada de Secretária de Infraestrutura, Habitação e Serviços Públicos. Com a denominação de Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura, a pasta passa a agrupar a Secretaria de Cultura e Agência Tocantinense de Ciência, Tecnologia e Inovação.

A Secretaria Estadual de Esporte também foi extinta e suas atividades foram incorporadas à Secretaria da Educação, que agora passa a contar com os termos Juventude e Esporte em sua denominação. 

De acordo com Marcelo Miranda novas medidas serão adotadas para garantir a retomada para o equilíbrio do Estado. “Apenas os ajustes administrativos não são suficientes para retomada do equilíbrio do Estado. Medidas de ajuste fiscal, com foco na redução das despesas e, acima de tudo, no incremento efetivo das receitas, serão adotadas imediatamente”, explicou.

O secretário de Administração, Geferson Oliveira Barros Filho, reforçou que as mudanças serão tomadas atendendo as necessidades das pastas. “Na verdade, este conceito de reforma, de dizer que pura e simplesmente a redução vai gerar condições para o Estado crescer, não é bem assim. Nós temos autarquias que precisam ser fortalecidas”, explicou.   

O economista Edson Ronaldo Nascimento vai assumir a Secretaria Estadual da Fazenda. O engenheiro civil, Alexandro de Castro Silva, vai ficar a frente da secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura. Já o engenheiro Agrônomo, Lyvio Carneiro de Queiroz, vai assumir a secretaria Geral de Governo e Articulação Política.

A posse dos novos membros do Governo deve acontecer na próxima quarta-feira, 27. A Medida Provisória com os detalhes do novo Modelo de Gestão vai ser encaminhada para Assembleia Legislativa.

Perfis

Edson Nascimento

É gaucho de Porto Alegre. É economista pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, especialista em administração financeira pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), mestre em Administração Pública pela Universidade de Brasília (UNB), Analista de Finanças e Controle da secretaria do Tesouro Nacional e professor da FGV e da UNB.

Foi presidente da Rede Ferroviária Federal, secretário de Planejamento e Orçamento do governo do Distrito Federal, presidente da P.B.H. ativos S/A, empresa da prefeitura de Belo Horizonte, também foi secretário adjunto de Fazenda do estado de Goiás e autor de livros como “Lei de Responsabilidade Fiscal” e “Gestão Pública”.

Lyvio de Queiroz

Goiano de Goiânia, Luciano Carneiro de Queiroz, é engenheiro agrônomo, formado pela Universidade Federal de Goiás, auditor fiscal da Receita Estadual de Goiás e ex-deputado estadual pelo PMDB. Foi diretor geral da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), secretário de Comunicação, Planejamento e também secretário da Casa Civil da prefeitura de Goiânia.

Alexandro Silva

Goianiense é engenheiro civil pela universidade federal de Goiás, especializado em pequenas centrais hidrelétricas (P.C.H.s) pela Universidade Federal de Itajubá, Minas Gerais. Tem atuação na área, técnico-comercial, atuou em posições estratégicas e de liderança executiva, com experiência consolidada em start up, implantação e operação de empresas de vários segmentos de mercado. Também tem amplo conhecimento dos procedimentos de implantação, crescimento e maturação de unidades de negócio, experiência internacional no processo de análise para aquisição de empresas no exterior e participação em comitês nas áreas financeira, fiscal e recursos humanos.

13º dos Servidores

Durante seu pronunciamento, o governador destacou o esforço feito desde o início da gestão para ajustar a estrutura administrativa e anunciou o pagamento do 13º salário dos servidores que ainda não tinham recebido o beneficio. O dinheiro já vai estar disponível para saque neste sábado, 23, e representa uma injeção de R$ 73 milhões na economia local. (com informações da Secom)