Esporte

Foto: Divulgação

Atleta da equipe Palmas Judô Clube, o tocantinense Mayons Brito conquistou, neste último domingo, 20, a segunda colocação no peso superligeiro [-55kg] da categoria Sub-21 da Copa São Paulo de Judô, realizada no Ibirapuera. Para chegar à conquista, Mayons passou por quatro etapas eliminatórias, inclusive derrotando um competidor da base da Seleção Brasileira, mas, foi impedido de disputar a final devido a um atraso no cronograma dos combates, o que o levaria a perder o voo de vota para Palmas.

Criada em 2007, a Copa São Paulo de Judô reuniu cerca de três mil atletas de todo o Brasil, o que a faz ser considerada o maior campeonato interclubes de judô da América Latina. Devido à grandeza do evento, apesar de lamentar a impossibilidade de disputar a medalha de ouro, Mayons reconhece o valor da prata conquistada. “Nos outros anos, a Copa acontecia em São Bernardo, com 12 áreas de combate. Já neste, foi no Ibirapuera e só com oito, por isto houve o conflito de horário que me impediu de lutar. Mas, subir ao pódio em um campeonato tão grande e tradicional já ajuda bastante psicologicamente, pois ele é extremamente forte e conta com os melhores atletas de São Paulo e do País. E é muito bom começar o ano, no cenário nacional, com o pé direito”, comemora o judoca de 19 anos, que foi medalhista de bronze, no mesmo torneio, em 2015.

Brasileiro Regional

De acordo com o atleta, a competição serviu, ainda, como preparação para a etapa regional do Campeonato Brasileiro, que acontece nos dias 9 e 10 de abril, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. “Nesta competição, eu pude observar algumas falhas e vou poder ajustar tudo para disputar o regional. Eu lutei e venci dois dos três favoritos da competição, um deles é o segundo colocado no ranking nacional na categoria, o Mike Pinheiro. Isto nos dá uma moral para chegar forte no regional e, se Deus quiser, sair de lá campeão”, destaca Mayons.

Também fizeram parte da equipe PJC na Copa São Paulo, que teve como chefe de delegação o Sensei Hilton Oliveira, os atletas Gabriel Santos, que venceu duas lutas e perdeu a terceira para o atleta que foi campeão; e Héron Campos, que mesmo lutando bem, perdeu a primeira e foi eliminado da disputa.

PJC em Paraíso

No último sábado, 19, quatro atletas da PJC disputaram o 3º Festival de Artes Marciais de Paraíso e conquistaram, ao todo, sete medalhas de ouro. Os judocas Lorrany Carvalho, Matheus Benício e o Sensei Douglas Lopes conquistaram dois ouros cada; já a Beatriz Dantas foi campeã em uma categoria. Mesmo em apenas quatro competidores, com as medalhas de ouro conquistadas, a equipe PJC levou o troféu de quinto lugar do torneio.

Organizado pelo Dojô  Kodokan, liderado pelo Sensei Oto Sabino, o evento contou, ainda, com um Festival de Yakisoba preparado com a colaboração dos faixas pretas do PJC Sensei Celso Galdino e Fernando Taniguchi, dos atletas que disputaram a competição e do judoca, também da equipe, Carlos Eduardo Dantas.