Estado

Foto: Divulgação

A defensora pública Elydia Monteiro participou na manhã desta última terça-feira, 12, de reunião com famílias que estão vivendo na área rural denominada Fazenda Normandia, no distrito de Taquaruçu. Também estiveram presentes os representantes do 6º Batalhão da Polícia Militar, dentre os quais o responsável pelo cumprimento da ordem de desocupação.

A reunião teve como objetivo explicar aos ocupantes sobre detalhes da decisão judicial de desocupação da área. O maior impasse tem sido o local para onde as famílias devem ser alocadas, uma vez que os ocupantes informam não ter para onde ir.

O comandante do 6º Batalhão da Polícia Militar, tenente coronel Marciano Montelo Maranhão Monteiro, informou a todos que a orientação para a corporação é de acompanhar a retirada das famílias, de forma a garantir que tudo seja feito de maneira organizada e sem excessos, para tanto estão sendo realizadas várias reuniões tanto com as Instituições diretamente envolvidas na questão, como com o quadro.

A Defensora Pública destacou que irá informar no processo judicial a indefinição de local para a transferência das mais de 50 famílias. Se colocou contrária a transferência para área próxima a rodovia, por representar perigo principalmente para as crianças e idosos.

No último dia 7 de abril, foi realizada uma reunião que teve a participação da Polícia Militar, Defensoria Pública, Comissão Agrária da Ordem dos Advogados do Brasil, Conselho Tutelar, o proprietário da área a ser desocupada e onde foi informado pelo Comandante da Unidade Militar que, a decisão judicial será cumprida obedecendo às normas estabelecidas pela Ouvidoria Agrária Nacional.