Cultura

Foto: Divulgação

Um espetáculo que discute os caminhos para a formação do ator, sua pesquisa e realização no palco é a proposta da peça “Um Ator”, de Marcial Asevedo. Apesar de ser uma montagem palmense, a peça estreou na cidade de Uberlândia/MG e tem previsão de apresentações em Gurupi/TO e Jundiaí/SP. Em Palmas, faz uma única apresentação na próxima sexta-feira, 29, às 20h, no PorTão, um novo local para apresentações culturais na capital.

Marcial Asevedo, ator e idealizador da peça, é professor do curso de teatro da Universidade Federal do Tocantins (UFT). Se formou ator na Unicamp/SP e recebeu seu mestrado na UFU/MG. Sua busca cênica por um ator expressivo o levou a uma pesquisa a respeito da corporeidade festiva em relação a práticas xamânicas para expressão do inconsciente pessoal. Sua pesquisa também inclui a Poesia como Dramaturgia. Em Palmas, Marcial já esteve em cartaz como diretor com o espetáculo “O Saci” e atualmente com a peça “Macondo”, resultado do PIBID desenvolvido com alunos do curso de teatro da UFT.

O solo Um Ator foi desenvolvido como uma “aula-espetáculo” e é quase uma pergunta, sem nenhuma resposta. Em cena, o ator professor conta sobre seus medos para tentar justificar escolhas pedagógicas. Cita autores para impulsionar partes do seu corpo e seus centros de energia criativa e tenta explanar cientificamente o que é uma fada, e os perigos conceituais em segui-la. O ator apresenta uma cena dramática quase como uma afronta aos limites do pensamento contemporâneo.

O ingresso é vendido a R$ 20,00 a inteira, com a bilheteria abrindo 1 hora antes da apresentação. A indicação etária é de 14 anos.

Por: Redação

Tags: Agenda Cultural, Marcial Asevedo, Teatro