Esporte

Foto: Marcus Mesquita

A equipe Palmas Judô Clube (PJC) será representada por dois atletas nas disputas finais do Campeonato Brasileiro de Judô da categoria Sub-21, a serem realizadas no final de semana, nos dias 4 e 5 de junho, no Centro de Treinamento da Confederação Brasileira de Judô (CBJ), em Lauro de Freitas, na Bahia. No naipe masculino, Weliton Simões compete por um lugar no pódio na classe Super-Ligeiro (55 kg); enquanto no feminino Lorrany Carvalho busca uma medalha na Leve (57 kg).

Com 20 anos já completados, Weliton está no último ano dentro da categoria Sub-21. Na etapa regional do Brasileiro 2016, o judoca conquistou a medalha de bronze; porém, ele quer se despedir com uma conquista ainda maior. “A minha expectativa está muito alta, porque, mesmo lesionado no tornozelo esquerdo, eu tenho treinado muito e acredito que o meu empenho vai compensar eu não estar 100% na forma física. Em 2014 eu disputei o bronze nas finais no Brasileiro Sub-21, mas não consegui ganhar. Se eu tiver outra oportunidade de pódio, eu não vou deixar escapar novamente; não no meu último ano”, garantiu, convicto, o judoca faixa marrom.

Novata e determinada

Ao contrário do colega de equipe, Lorrany está no primeiro ano de disputas na categoria Sub-21. Se em maio, disputando a etapa final do Brasileiro Sub-18, ela não foi tão bem-sucedida, agora, mesmo em ano de estreia, a judoca de 16 anos quer superar as adversidades e surpreender a todos. “Eu não fui bem na Sub-18 e, para piorar, saí de lá com os ombros machucados. Mesmo assim, tenho me cuidado e treinado muito para chegar com tudo na competição e conseguir uma medalha; é tudo o que eu quero”, disse a faixa laranja.

Representação técnica

Além dos dois atletas em competição no evento nacional, a PJC conta, ainda, com a representação do Sensei Celso Galdino, faixa preta 5º DAN, que já se encontra em Lauro de Freitas como o único tocantinense convidado a participar do curso de aperfeiçoamento para técnicos oferecido pela CBJ.

Opinião do Sensei

Responsável pelos treinos na PJC na ausência do Sensei Celso, o Sensei Hilton Oliveira acredita, em relação aos judocas em competição, que podem surgir surpresas em meio às adversidades. “O Weliton treinou o máximo que pôde, aproveitando o tempo que conseguiu vir treinar após ter se machucado e está focado para dar o melhor de si. A Lorrany também se dedicou bastante nos treinamentos, mesmo com as lesões, que vão fazê-la ficar afastada do judô por seis semanas assim que voltar do campeonato. Mesmo com estes problemas que afetam os dois, podemos voltar com bons resultados; eles treinaram o máximo dentro do que a situação permitia, por isto, vamos torcer para que eles se superem e saiam vitoriosos”, afirmou o faixa preta 1º DAN.