Geral

Foto: Divulgação

A deputada federal e primeira dama do Tocantins, Dulce Miranda (PMDB/TO) membro da Comissão Permanente Mista do Combate à Violência Contra a Mulher no Congresso Nacional, manifestou repúdio a violência sexual contra uma servidora pública, na tarde de quarta-feira, 1° de junho, em Palmas. "Manifesto pesar e presto solidariedade à vítima e sua família. Esse crime hediondo não pode ficar impune, pois, o nosso Estado não tolera tal ato desumano". 

De acordo com a deputada, é preciso travar uma luta de combate à violência contra a mulher "através do empoderamento, da mudança da nossa cultura onde não existe igualdade de gênero". 

Roubo e Estupro 

A servidora deixava o seu local de trabalho quando foi interceptada por um criminoso. A mulher foi vítima de roubo e em seguida, de estupro. De acordo com informações repassadas pela Polícia Militar, a equipe de serviço da PM foi informada pela vítima, de 31 anos, que foi abordada por um indivíduo moreno claro, estatura mediana, no estacionamento da Procuradoria Geral, portando uma arma de fogo, determinando que a servidora deslocasse sentido Sul conduzindo o Veículo Chevrolet/Celta de cor predominante Vermelha, Placa de Palmas-TO, onde foram parar em um matagal no setor Lago Sul, local em que houve o estupro. 

Confira Nota na íntegra 

Nota 

Como membro da Comissão Permanente Mista do Combate à Violência Contra a Mulher no Congresso Nacional, repudio, com veemência, a violência sexual contra uma mulher, na tarde desta quarta-feira, na praça dos Girassóis, em Palmas. Manifesto pesar e presto solidariedade à vítima e sua família. Esse crime hediondo não pode ficar impune, pois, o nosso Estado não tolera tal ato desumano.

Clamo por Justiça para ela e para as várias mulheres violentadas País afora. Precisamos travar uma luta de combate à violência contra a mulher, através do empoderamento, da mudança da nossa cultura onde não existe igualdade de gênero.

Confio nos agentes da Segurança Pública e no Ministério Público Estadual, no acompanhamento e apuração rigorosa dos fatos, para que esse crime repugnante não fique impune.

Vou continuar lutando, no Congresso Nacional, para que ações de prevenção à violência possam acabar com as violações de gênero no Brasil.

Deputada federal Dulce Miranda (PMDB-TO), primeira dama do Estado. (Matéria atualizada às 12h01min)

Por: Redação

Tags: Dulce Miranda, PMDB, Servidora Pública