Campo

Foto: Lúcia Brito 42 mil famílias de agricultores podem ser beneficiadas com recursos na ordem de R$ 230 milhões do Plano Safra 2016/2017 42 mil famílias de agricultores podem ser beneficiadas com recursos na ordem de R$ 230 milhões do Plano Safra 2016/2017

Com a meta de aplicar R$ 230 milhões na agricultura familiar do Tocantins, a superintendência estadual do Banco do Brasil lançou nessa terça – feira, 5, o Plano Safra 2016/2017. A solenidade aconteceu no auditório do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em Palmas, e contou com as presenças do presidente do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Pedro Dias, do Secretário do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), Clemente Barros, dentre outras autoridades.

Tocantins

No Tocantins, o número de agricultores familiares que podem ser beneficiados com o crédito corresponde a aproximadamente 42 mil famílias, distribuídas em 540 assentamentos, da Reforma Agrária e do Crédito Fundiário gerando cerca de 120 mil postos de ocupação, e contribuindo com 40% do valor bruto da produção agropecuária, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e da Seagro.

Ainda de acordo com esses dados, no Estado, 50% das terras destinadas às atividades agrárias (agricultura, pecuária, pastagens naturais e cultivadas, e silvicultura) são ocupadas com atividades da agricultura familiar. Uma média de 18 hectares por unidade familiar, que produzem cerca de 70% dos alimentos consumidos na mesa dos brasileiros, a exemplo da farinha de mandioca e derivados, do arroz, do leite, das frutas e das carnes (frango, suíno e bovino).  

Âmbito Nacional

O Banco do Brasil disponibilizará no âmbito nacional mais de R$ 100 bilhões em crédito à agropecuária brasileira na safra 2016/2017. Desse total, R$ 91 bilhões serão destinados a produtores rurais e cooperativas, um aumento de 10% em relação ao valor desembolsado na safra anterior. Mais R$ 10 bilhões serão direcionados a empresas da cadeia do agronegócio.

Conforme o anúncio dentro do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), a instituição financeira estima aplicar R$ 14,6 bilhões, um incremento de 8% em relação à safra 2015/2016.