Meio Ambiente

Foto: Divulgação

No último fim de semana, a equipe de fiscalização Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) que atua no Escritório Regional de Palmas realizou uma operação no Lago da UHE Lajeado e afluentes. A operação foi realizada em quatro municípios, entre os dias 1 a 3 de julho e foram recolhidos 3km de rede malhadeira.

A equipe percorreu as margens do lago e rios dos municípios de Lajeado, Miracema, Miranorte e Tocantínia. De acordo com informações da equipe de operação, não houve a autuação e multa do pescador responsável pelo instrumento de pesca, uma vez que o proprietário das redes não foi identificado.

A supervisora do Escritório Regional do Naturatins em Palmas, Issa Barbosa, esclarece que a finalidade das equipes de fiscalização não é punir. “O nosso maior objetivo é sensibilizar as pessoas mais resistentes a colaborar para que haja uma redução de atitudes que causam desequilíbrio ou prejuízos ambientais e ao bem estar da coletividade”, explicou.

Outro dado interessante que a supervisora apontou é que nessa operação, todos os pescadores abordados estavam portando a sua licença de pesca, seja amadora ou profissional respeitando os limites de pesca de cada categoria.

Reforço

No mês de junho, o Instituto recebeu reforços de equipamentos que permitem a operação simultânea por vias terrestres, marinhas e aéreas. Diariamente o Naturatins conta com as parcerias de diferentes instituições ambientais para realização de ações conjuntas e integradas de sensibilização, fiscalização e resgates, em todo o Estado.

De acordo com o superintendente de Gestão Ambiental do Naturatins, Natal César, operações relâmpago, blitz, sobrevoos e visitas técnicas do Instituto serão mantidos em todos os municípios. “Com a temporada de praia, férias e turismo, temos um clima convidativo à diversão, com atividades esportivas, que ocorrem simultaneamente em nossos espaços aquáticos, terrestres e aéreos. Nesse ano, a redução acentuada do nível das águas em alguns trechos de lagos e rios, o tempo seco, o vento, a utilização do fogo, são elementos que devem ser entendidos como um alerta para que todos acentuem a atenção e os cuidados em seus acampamentos, especialmente com relação os idosos e as crianças”, explicou.

Por: Redação

Tags: Issa Barbosa, Natal César, Naturatins