Polí­tica

Foto: Kleiber Arantes

O ex-governador José Wilson Siqueira Campos completa nesta segunda-feira, 1º de agosto 88 anos que serão comemorados com a celebração de uma missa de ação de graças na Catedral do Divino Espírito Santo, na Praça dos Girassóis, em Palmas/TO.

Recentemente o governador enfrentou uma internação para curar uma pneumonia e seu estado de saúde atual é bom.

Por meio de nota encaminhada ao Conexão Tocantins a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) afirmou que: “Celebrar os 88 anos de vida do líder do movimento que criou o Tocantins na Constituinte de 88 é  mais que uma demonstração afetiva de apreço ou concessão histórica”.

Segundo a senadora, o governador Siqueira Campos com sua “determinação, discernimento e espírito público não só criou o Tocantins e sua Capital, Palmas,  do marco zero,  como implantou suas estruturas e cuidou para que elas abrigassem pessoas, formassem famílias e construíssem um Estado de bem estar”.

Ainda segundo a senadora do PMDB, Siqueira Campos é “uma história viva que o Tocantins hoje reverencia, dada a sua importância memorial, não superada por qualquer outro líder, na transformação da dura realidade do ex-norte de Goiás numa região rica, com índices de desenvolvimento superiores à média nacional”, afirmou Kátia Abreu.

A senadora arrematou a nota afirmando: “Neste 1° de agosto,  alio-me, junto com minha família, à população do Estado no reconhecimento ao esforço insuperável do governador Siqueira Campos na  mudança que proporcionou, com seu empreendedorismo público, na vida de tantas pessoas, com uma ação política e administrativa digna dos grandes estadistas do País”, disse Kátia Abreu, concluindo: “Que continue impulsionando, por muitos anos, com seu exemplo, cheio de saúde, felicidade e paz, os administradores públicos e políticos do Estado e do Brasil”.

O deputado federal Irajá Abreu também lembrou o aniversário do ex-governador e disse que Siqueira campos escreveu sua história política com determinação, coragem e ousadia. "Filho do sertão fez do norte goiano a prosperidade, evolução, desenvolvimento e progresso", disse o deputado.

Perfil

Siqueira Campos nasceu em Crato, Ceará, no dia 1º de agosto de 1928, filho de mestre Pacífico Siqueira Campos - que tinha a profissão de seleiro e sapateiro - e de Dona Regina Siqueira Campos.

Ficou órfão de mãe aos 12 anos, falecida em trabalho de parto, e viajou pelo País por quase dez anos, em busca de oportunidade, chegando a passar parte da adolescência nas ruas, até se estabelecer. Nesse período, trabalhou em vários ofícios em diversas cidades, até chegar à cidade de Colinas, no então norte de Goiás, atual Colinas do Tocantins. Antes, passou pelos Estados do Amazonas (onde foi seringueiro), Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

Em Colinas, Siqueira começou a trabalhar na área rural, o que despertou nele a vocação política: fundou a Cooperativa Goiana de Agricultores e deflagrou o movimento popular que pedia a criação do Tocantins. Na eleição seguinte foi candidato a vereador, tendo sido eleito com votação expressiva. Elege-se vereador de Colinas com maior votação (1965) e escolhido presidente da Câmara (1966). Era então filiado a Arena. Integraria também ao longo de sua carreira ao PDS, PDC, PFL, PL e PSDB.

Siqueira também foi eleito deputado federal, reeleito por mais quatro mandatos, permanecendo no cargo entre 1971 e 1988, enquanto representante do norte goiano. Chegou a fazer uma greve de fome de 98 horas em favor da causa separatista. Siqueira foi, inclusive, deputado federal Constituinte e relator da Subcomissão dos Estados da Assembleia Nacional Constituinte, tendo redigido e entregado ao presidente da Assembleia (deputado Ulisses Guimarães) a fusão de emendas (conhecida como Emenda Siqueira Campos) que, aprovada, deu origem ao Estado do Tocantins, com a promulgação da Constituição Federal de 1988.

A criação do Tocantins, pelos deputados membros Assembleia Constituinte, finalizou uma luta de quase 200 anos dos moradores do então Norte de Goiás em prol da divisão do Estado. Com o Tocantins finalmente criado, Siqueira Campos se elegeu o primeiro governador, para mandato de dois anos (de 1º de janeiro de 1989 a 15 de março de 1991). Nessas eleições foi eleito na oposição aos governos federal e estadual de Goiás, sendo que este último ainda exercia grande influência sobre política do recém-criado Tocantins. Contribuiu para a construção da capital Palmas que é em tese a última cidade brasileira planejada do século 20.

Siqueira exerceu o cargo de governador do Estado do Tocantins por quatro mandatos (de 1989 a 1991, de 1995 a 1998, 1999 a 2002 e de 2010 a 2014). É pai do empresário, pedagogo e também político Eduardo Siqueira Campos. Renunciou ao cargo de governador do Tocantins em 5 de abril de 2014, juntamente com o vice João Oliveira (DEM).