Polí­tica

Foto: Divulgação

O presidente do Partido dos Trabalhadores em Palmas/TO, George Brito, disse em entrevista ao Conexão Tocantins na manhã desta quarta-feira, 3 de agosto, lamentar a decisão da executiva nacional do PSOL em cancelar a coligação com o PT e informou reabertura de conversações. “A gente lamenta muito essa situação porque gostaríamos que estivessem juntamente conosco e vamos ter que nos reunirmos, a executiva e ver quais serão os encaminhamentos que a gente vai dar em relação à candidatura, mas está mantida a candidatura do deputado José Roberto a prefeito de Palmas”, disse.

A executiva nacional do PSOL decidiu cancelar a coligação com o PT em Palmas, alegando, entre outros, tentativa de "compra" da legenda por parte do PT. "Como que a gente vai comprar se a gente está sem dinheiro até para conseguir fazer direito as nossas campanhas?! As nossas campanhas elas tem sido pé no chão, chinelo no chão, pé na poeira. Como que a gente vai ter dinheiro para comprar algum partido?", questiona George Brito.

De acordo com o presidente metropolitano do PT, o partido não tem essa prática. "A discussão com o PSOL foi no cara a cara, na conversa. Não teve nada para fins de compra até porque o deputado José Roberto é um deputado conhecido, amigo dos movimentos sociais, que trabalha com a agricultura familiar, é um deputado conhecido dentro da Assembleia Legislativa como o único deputado que foi eleito realmente por voto, sem nenhuma compra de voto, sem nenhum favorecimento a grupos, a prefeito, em nada desse tipo. Como que o deputado José Roberto faria algo nesse sentido? E o partido piorou, nós não temos nenhuma prática disso aqui no Tocantins, pelo contrário, se estamos saindo só e porque não queremos nos aliar a outros que tem essa prática. Então, isso é algo totalmente infundado", afirmou. 

George Brito ainda disse que a acusação do presidente nacional do PSOL, Luiz Araújo, é leviana. "Um partido que não tem tempo de televisão, um partido que quase não tem parlamentar, onde nós os convidamos por conta do trabalho que eles tem do ponto de vista de representação da esquerda. É uma fala sem nexo e acho que inclusive, desrespeitosa, leviana, que a gente vai ter inclusive que analisar. Uma coisa é colocar o seguinte: Nós entendemos que não queremos fechar com o PT porque queremos lançar candidatura própria, perfeito! agora, colocar tentativa de denegrir a imagem, tanto do Partido dos Trabalhadores no Tocantins quanto do deputado José Roberto que é um deputado que é próximo dos movimentos, que é conhecido pelo trabalho que faz! isso aí para nós chega a ser uma ofensa", criticou.