Polí­tica

Foto: Divulgação

“Gestores, respeitem o dinheiro do contribuinte. Caso contrário, é cadeia!” Essa foi a reação do presidente do PSDB/TO, senador Ataídes Oliveira, ao tomar conhecimento, nesta quinta-feira (14), da Operação Ápia, deflagrada pela Polícia Federal para desarticular uma organização criminosa que fraudou licitações públicas e execução de contratos para a terraplanagem e pavimentação em rodovias estaduais do Tocantins.

Ataídes Oliveira acentuou ser preciso passar a limpo, de forma rigorosa, todas as licitações e contratos firmados pelo Estado. “Ninguém está acima da lei”, ressaltou, embora ressalvando que não dá para apontar culpados sem uma investigação exemplar.

Novos tempos

O senador disse confiar no trabalho de investigação e na isenção da Polícia Federal, do Ministério Público Federal e da Controladoria Geral da União e defendeu punição rigorosa para todos os que forem comprovadamente responsáveis pelos desvios no Tocantins. 

Para o presidente do PSDB/TO, a Operação Lava Jato marcou, irreversivelmente, uma nova era no País. “Os tempos mudaram. Impunidade, nunca mais”, salientou. O parlamentar observou, ainda, que as últimas eleições municipais deixaram claro que não há mais espaço para gestores corruptos e irresponsáveis.

“Esse foi um dos recados da urnas: basta de corrupção!”, afirmou. Prefeitos, vereadores, governadores e todos os outros representantes políticos precisam, mais do que nunca, aprender a administrar com ética e responsabilidade os recursos públicos, na opinião de Ataídes Oliveira. “Além da corrupção, a má gestão é o  maior problema do Brasil”, alertou.